29 de março de 2011

Velas de Cera de abelhas

Artigos da internet sobre como fazer velas de cera de abelha.



Como separar a cera

Após extrair o mel, as abelhas, a sujeira e os ovos precisam ser removidos antes que a cera possa ser usada. A maneira mais fácil de fazer isto é ferver a cera em água e misturar bem enquanto estiver fervendo. Deixe a panela esfriar (arrefecer) em um lugar onde ninguém irá mexer. Você verá que a cera solidificada em cima da água retém toda a sujeira. Remova o disco de cera e raspe qualquer sujeira que esteja no lado de baixo da cera.

Como fazer velas

1. Corte a haste de uma folha de mamão ou uma haste oca semelhante com o comprimento necessário.

2. Enfie um pedaço de linha grossa ou barbante de linho através do tubo e prenda-o a uma varinha de cada lado do tubo para mantê-lo firme e no centro do tubo. Se você não tiver barbante, um pedaço de linha fina enrolado no formato de um cordão pode ser usado da mesma maneira. Se você puder primeiro embeber o barbante em querosene, a vela será melhorada, mas isto não é essencial.

3. Mantenha o tubo de pé com um pouco de areia ou terra para que não caia.

4. Derreta a cera em fogo brando até que fique líquida.

5. Despeje no tubo preparado e deixe a vela endurecer durante uma ou duas horas antes de movê-la.

6. Faça um corte fino no comprimento e remova a vela cuidadosamente, que agora está pronta para ser usada.

Agora você pode ter luz sem gastos!

Um método alternativo é derreter uma camada fina de cera sobre a água e deixá-la solidificar – mas antes que esfrie(arrefeça) bastante, enrole a cera ao redor de um pedaço de barbante em uma superfície lisa para obter o formato de uma vela.

Fonte:
http://tilz.tearfund.org/Portugues/Passo+a+Passo+31-40/Passo+a+Passo+35/Micro-empresas+%E2%80%93+id%C3%A9ias+pr%C3%A1ticas.htm



Usando Folhas de Cera

O que você vai precisar:

* Folhas de cera de abelha (disponível em lojas para artesanato)
* Pavio

Como fazer velas com cera de abelha:

1º passo: Pegue as folhas de cera de abelha (elas geralmente são feitas com parafina moldada) e os pavios -- encontrados em lojas de artesanato. Para fazer uma vela pequena, a folha deve ter cerca de 10 cm x 15 cm.

2º passo: Meça o pavio para que fique alguns centímetros maior do que a largura da folha de cera. Coloque o pavio em uma das extremidades da folha. Para segurá-lo no lugar, enrole o fim da cera ao redor dele e aperte firmemente.

3º passo: Você pode enrolar o resto da folha de cera de abelha em volta do pavio. Quando estiver completamente enrolado, pressione a extremidade externa contra a vela para que não desenrole.

Fatos sobre a cera de abelha

As abelhas produzem favos de mel para proteger os ovos da rainha de elementos da natureza. A cera é durável, impermeável e pode resistir a muitas mudanças de temperatura. As abelhas também usam os favos para guardar mel ou pólen para os meses frios de inverno.

Fonte:
http://criancas.hsw.uol.com.br/presentes-feitos-a-mao-faceis6.htm

27 de março de 2011

Ferrar sem Prejudicar

Por Centran Toledo



Alguns cuidados para ferrar com responsabilidade o seu cavalo estão a seguir:

1 - Conheça o ângulo da paleta do seu cavalo antes de se aventurar cortando o casco. Apare os cascos anteriores (mãos) e tente colocá-los com o mesmo ângulo da paleta. Confira o ângulo dos cascos com um gabarito angulador de casco. Os ossos digitais devem ser alinhados, de forma que colocando-se uma linha reta do meio do boleto e meio da quartela (falanges) ela deve passar pelo emio do casco, alinhada com as suas cânulas naturais (linhas verticais do casco). No casco achinelado as linhas do casco não concindem com este alinhamento da quartela , porque o casco tem ângulo menor do que a paleta e a linha é quebrada para baixo (lado do chão).

2 - Limpe a sola, abra os 3 canais da ranilha de forma a deixar passar o dedo mínimo para entrar ar , obtenha a concavidade da sola e não corte jamais as barras, pois ela são a continuidade da muralha de sustentação e garantem 30% da sustentação do cavalo.

3 - Assegure que os cascos estão balanceados no sentido médio-lateral ( largura) e ântero-posterior ( comprimento). As metades do casco esquerdo, por exemplo, devem ser iguais, assim como os comprimentos desde a pinça até cada um dos talões. Depois confira para que os cascos dianteiros sejam iguais entre si. Quando aparar os cascos traseiros, siga as mesmas instruções. Assim, quando o cavalo coloca o casco no chão ambos os talões apoiam no chão ao mesmo tempo e o casco rola a pinça no meio, o desgaste da ferradura ocorre exatamente na frente e o vôo ou breakover é elegante e para a frente (avante).

4 - Escolha a ferradura de acordo com as necessidades do cavalo e ajuste-a ao casco bem aparado. A ferradura deve proteger toda a muralha de sustentação, apoiando-se até o final do talão, sem obstruir os canais da ranilha e possibilitando expansão da muralha nos quartos e talões. Nos posteriores, a ferradura pode ter ligeiro sobrepasse de talões, nos animais de talões fracos ou escorridos, de forma a dar maior base de sustentação para o cavalo. A mesa da ferradura é escolhida de acordo com a atividade do cavalo. Mesa estreita (filete) para corrida, mesa média ( 17mm) para trabalho, treinamento e lazer e mesas mais largas para esbarro( 25mm) ou tração. O material da ferradura ( aço, alumínio puro, liga de alumínio, poliuretano com alma de alumínio e outros metais especiais), bem como os demais acessórios ( guarda casco, agarradeiras, palmilhas, talonetes e até rampão) devem ser escolhidos de acordo com a atividade , de preferência com conhecimento, para não prejudicar a performance do
animal.

5 - Fixe a ferradura com o cravo adequado, escolhido de acordo com a espessura da ferradura e com o canal ou craveira, de forma que a cabeça do cravo fique totalmente embutida na concavidade do buraco ou canal da ferradura. Os dois últimos cravos a serem pregados não devem ultrapassar a "linha do juízo do ferrador", ou seja, a linha imaginária que une o final dos médios do casco, antes dos talões. Complicado? Não. Imagine o meio da ranilha, com o casco levantado, e trace uma linha para os dois lados. Ela passará sobre a muralha de sustentação (onde a ferradura apoia) exatamente no lugar dos últimos cravos, em cada lado da ferradura. Esta é a " linha do juízo do ferrador".

6 - Depois de bater os dois primeiros cravos (ombros) e os dois últimos ( talões) da ferradura, bata o guarda casco (se houver). Apoie o casco com a ferradura no chão e observe se a linha imaginária que passa pelo meio do boleto, da quartela e do casco (eixo ântero-posterior do digital) está reta. Se estiver tudo bem, pregue os demais cravos, lembrando que uma boa ferradura terá, no mínimo, 5 furos de cada lado e furos nos talões para colocar agarradeira ou cravar talonetes , calços para corrigir aprumos ou palmilhas. Ferradura barata com três ou quatro furos de cada lado nem sempre atende as necessidades do seu cavalo.

7 - Por último, mas não menos importante, depois de acabar de fazer o serviço, não esqueça de repor o verniz dos cascos com o CASCOTÔNICO, para devolver também a flexibilidade, incentivar o crescimento e proteger a sola, paredes e ranilha contra as brocas , frieiras e podridão.

Estas são as principais dicas para você fazer ou gerenciar o ferrageamento dos seus cavalos.
Se os termos usados são familiares a você e ao seu ferrador, parabéns, você está dominando o assunto. Mas, se houver dúvida, venha fazer um curso no Centran Toledo, para aumentar a performance dos seus animais, com o mínimo de afecções. Lembre-se , que o ferrador que não é competente, ferra o dono e o cavalo...

Fonte:
http://www.hipismobrasil.com.br/ferrageamento/ferrar_sem_prejudicar.asp
ou
http://tudosobreoscavalos.nireblog.com/post/2008/03/27/ferragem-sem-prejudicar-o-cavalo

25 de março de 2011

Criação de peixes

Por Bob Hansford.

Bons agricultores cuidam de suas plantações. Antes de plantarem eles se asseguram de que o solo esteja bem preparado. Eles selecionam boas sementes ou mudas. Eles regam as plantas regularmente e removem as ervas daninhas. Eles usam estrume ou fertilizante para ajudar as plantas a crescerem e ficam atentos quanto à pestes ou doenças. O esforço produz uma boa colheita mas preguiça ou negligência resultam em uma colheita ruim!

O mesmo acontece com a criação de peixes. O peixe se torna a colheita, o viveiro é o campo. A erva daninha é o peixe selvagem ou predador que compete pela comida ou come os peixes. Pestes e doenças também estão presentes! As pestes são os animais e pássaros que atacam os peixes. As doenças não são muito comuns mas camadas de fungos parecidos com algodão às vezes aparecem na sua pele ou nas guelras e parasitas podem invadir as guelras ou o estômago.

Um criador de peixes bem sucedido deve atender às necessidades dos peixes e protegê-los de seus inimigos. Criadores que negligenciam os seus peixes geralmente não obtêm sucesso!

Os peixes precisam de…

  • Água
  • Comida
  • Oxigênio
  • Segurança

Água

Esta é a necessidade mais óbvia e imediata deles, mas deve haver a quantidade e qualidade certas.

Profundidade Um dos lados do viveiro deve ter uma profundidade de 1–2 metros e um outro mais raso (30cm) para que os peixes possam se reproduzir.

Secas podem ser perigosas para os peixes. O ideal é que haja água durante o ano todo, apesar de que alguns tipos de peixes crescem suficientemente depressa para darem uma boa colheita em viveiros temporários (durante cerca de seis meses ao ano).

Enchentes podem causar o transbordamento do viveiro durante períodos de chuvas fortes, permitindo que os peixes escapem. Certifique-se de que as margens do viveiro sejam altas suficientemente para suportar o maior nível de enchentes registrado em sua região. Instale um tubo de escoamento com tela ou abra um canal para liberar o excesso de água.

A qualidade da água depende de substâncias nela dissolvidas ou suspensas. Se os nutrientes corretos estiverem presentes em quantidades suficientes, o viveiro produzirá uma grande quantidade de organismos microscópicos chamados plâncton. A água de correntes que passam por terrenos férteis é rica nestes nutrientes e boa para o viveiro. A água de uma fonte ou de um poço pode não ser tão boa, dependendo das rochas que estão no fundo.

Como conter a água?

Faça um buraco com 1–1,5m de profundidade no local proposto para o seu viveiro. Se ele se encher com água vinda de baixo, o local provavelmente fornecerá água suficiente. Se ele não se encher naturalmente, despeje alguns baldes de água. Volte no dia seguinte. Se a água desapareceu, é provável que o local seja seco demais, a menos que seja usado um revestimento (veja a página 5). Se a água ainda estiver lá, você poderá ter então um local apropriado mas precisará de água de uma fonte externa para encher o viveiro.

Alimento

Há duas fontes de alimento para peixes: naturais e complementares.

Alimentos naturais – plantas e animais que vivem no viveiro e material orgânico morto ou em decomposição no fundo do viveiro. Tipos diferentes de peixes comem alimentos naturais diferentes. Alguns procuram insetos ou minhocas no fundo. Alguns comem plantas submersas ou rastejantes; outros apanham plantas e animais pequenos na água.

Fertilizantes orgânicos (adubo ou estrume) são geralmente os melhores e mais baratos. O adubo é feito misturando-se restos de legumes e verduras, mato e estrume animal em um monte fora do viveiro. Cubra-o para protegê-lo contra a chuva e deixe decompor durante 2–3 meses. Acrescentando-se uma mão de super fosfato triplo aumentará sua eficácia (uma parte de SFT para 40 partes de adubo).

Adicione fertilizante orgânico uma vez por semana a um cesto no canto do viveiro. Para um viveiro de 10 metros por 15 metros você precisará de…

  • 10kg de adubo
  • ou 5kg de estrume de gado bem decomposto
  • ou 2,5kg de estrume de galinha bem decomposto.

Se, pelo contrário, você escolher fertilizantes químicos, é melhor buscar conselhos do departamento governamental responsável pela pesca, pois há vários fertilizantes disponíveis. Como guia, 150g de uréia e 400g de SFT seriam necessários para um viveiro de 10 m x 15 m cada semana. Reduza a quantidade de fertilizante (orgânico ou químico) na estação seca, quando há menos água no viveiro.

Água barrenta não contém muita comida. Ela geralmente é encontrada em viveiros novos ou em viveiros com solo descoberto ao redor das margens. O barro pode ser reduzido plantando-se grama nos lados do viveiro e adicionando-se uma quantia medida de óxido de cálcio à água. Consulte o departamento governamental de pesca para orientação. Uma indicação geral é usar 2 colheres de chá de óxido de cálcio por metro quadrado.

Alimentos complementares são trazidos de fora como alimento extra. Os tipos usados dependem do tipo de peixe e da disponibilidade de materiais apropriados a um preço baixo. Exemplos incluem:

  • farelo de arroz
  • restos de comida, cascas de legumes e verduras
  • cupim
  • grama cortada
  • vários bolos à base de óleo (alguns podem precisar ser aquecidos primeiro para destruir toxinas)
  • cascas de mandioca.

Quanto alimento? Geralmente os peixes comem cerca de 5% de seu peso em comidas suplementares por dia. Por exemplo, 100 peixes pesando 250g cada (peso total de 25kg) precisarão de cerca de 1,25kg de comida suplementar por dia.

A comida deve ser fornecida do mesmo local todos os dias, preferencialmente metade de manhã e metade no início da noite. Os peixes em breve formam o hábito de vir para comer. Se alguma comida sobrar, reduza então a quantidade dada no dia seguinte.

Medindo os alimentos naturais

A quantidade de alimento natural no viveiro pode ser medida colocando o seu braço na água até que seu cotovelo esteja na superfície da água. Se a água estiver tão verde que você não pode ver seus dedos, então há uma grande quantidade de alimento na água. Se os seus dedos são vistos claramente, então você precisa aumentar o alimento natural usando estrume, adubo ou fertilizantes químicos. Se a água estiver tão verde que você não consegue ver nada do seu braço, pode haver uma quantidade demasiada de nutrientes na água. Neste caso, pare de adicionar fertilizantes ou adubo até que a água fique mais clara.

Mantenha uma variedade de peixes

Misture os diferentes tipos de peixes no viveiro (mas não predadores) para que todas as comidas diferentes sejam consumidas.

Oxigênio

A necessidade despercebida dos peixes é o oxigênio para respirar. Os peixes obtêm oxigênio da água que passa por suas guelras. Alguns tipos de peixes (tal como o peixe-gato) podem sobreviver em águas com muito pouco oxigênio porque eles podem respirar diretamente do ar.

A quantidade de oxigênio na água aumenta durante o dia, mas diminui durante a noite, sendo o nível mais baixo por volta do amanhecer.

Falta de oxigênio é geralmente causada por um dos seguintes motivos…

  • excesso de matéria orgânica se decompondo no viveiro (folhas mortas, comida não consumida, restos de adubo)
  • excesso de peixes
  • muitas plantas ou algas verdes na água (a água parece muito verde e pode haver uma espuma verde na água).

Ação necessária…

  • Adicione água limpa de correntes ao viveiro, tomando-se cuidado para se colocar um filtro no tubo por onde a água entra. (Água de poço ou de fontes não ajudam pois têm muito pouco oxigênio).
  • Reduza a quantidade de alimento, talvez parando por completo por alguns dias.
  • Remova o cesto com adubo, se houver um, do viveiro.
  • Retire alguns dos peixes.
  • Bata na superfície da água com galhos de bambu.

Não entre no viveiro pois misturar o conteúdo do fundo do viveiro pode fazer com que o problema piore.

Os seus peixes conseguem respirar?

Verifique seu viveiro a cada dia, logo pela manhã. Se os peixes estiverem todos pela superfície em busca de oxigênio, então isto significa que o nível de oxigênio está perigosamente baixo. Na manhã seguinte, os peixes podem estar todos mortos! Necessário agir.

Segurança

Os peixes precisam ser protegidos de seus inimigos. Estes incluem peixes predadores, lontras (ou outros animais que comem peixes), pássaros, cobras e ladrões de peixes!

Peixes predadores podem entrar no viveiro de várias maneiras:

  • um canal aberto, vala ou tubo – proteja então usando grades, filtros ou armadilhas finas para peixes
  • misturados com peixes novos – examine-os cuidadosamente e compreos de um fornecedor de confiança
  • como ovos na lama no fundo do viveiro – certifique-se de que o viveiro esteja seco e tratado com limo antes de ser cheio e estocado.

Lontras são conhecidas como udh em Bengali. Você pode usar outros nomes para elas. A única proteção é construir uma cerca fechada ao redor do viveiro ou usar um vigia!

Pássaros podem ser assustados por pessoas. É util cavar o viveiro perto de um local onde moram ou trabalham pessoas.

Cobras são difíceis de serem mantidas fora. Tente manter os lados do viveiro livres de grama comprida ou construa cercas bem apertadas.

Ladrões geralmente atacam durante a noite e usam redes e outras maneiras de apanhar os peixes. Alguns agricultores colocam varas de bambu ponteagudas no fundo do viveiro ou colocam galhos de árvores na água. Isto dificulta o roubo.

Venenos Peixes também precisam de proteção contra venenos. Há três fontes principais…

  • pesticidas – usados contra insetos nas casas ou no campo
  • imersão de gado/ovelhas – usada para controlar parasitas da pele
  • sementes de árvores.

Nunca lave um recipiente de pesticida ou máquina de pulverização dentro ou próximo de um viveiro com peixes. Corte os galhos de quaisquer árvores que produzem sementes e que estejam sobre o viveiro.

Estocando o viveiro

Para iniciar você vai precisar de um abastecimento de peixes. Algumas das espécies mais comuns de peixes usadas são a carpa, tilapia e peixe-gato. Se você escolher mais de um tipo de peixe, certifique-se de que eles possam viver juntos facilmente. Por exemplo, o peixegato come peixes novos. Se você criar apenas o peixegato você poderá ter de comprar ou criar peixes pequenos para alimentá-los.

O transporte dos peixes pode causarlhes problemas e deve ser sempre feito o mais rapidamente possível. Assim, quanto mais próximo o seu fornecedor de peixes estiver, melhor para os peixes. Quando você adquirir os seus peixinhos, deixe o recipiente dos peixes dentro do viveiro até que a água no recipiente tenha a mesma temperatura da água do viveiro. Os peixes podem então ser soltos gradualmente dentro do viveiro.

O número de peixes que pode viver em um viveiro depende de quatro fatores…

  • do tamanho do viveiro
  • dos tipos de peixes existentes
  • do tamanho dos peixes
  • da quantidade de alimentos complementares que você pode dar aos peixes
  • da profundidade da água.

Se você tiver um departamento governamental de pesca ou outros projetos de pesca próximos, peça conselhos.

Se você, ao começar, armazenar em grande quantidade, quando os peixes são pequenos, você deverá reduzir o número rapidamente quando os peixes começarem a crescer. Para a tilapia, é recomendado que você comece com um nível de armazenamento de dois peixes por metro quadrado. Com carpas indianas ou chinesas, os níveis de armazenamento são menores – menos de um peixe por metro quadrado (100 em um viveiro de 10m x 15m).

Produção de peixes

Isto será determinado pelo tipo e número de peixes no viveiro, pela quantidade de comida complementar e pelo tipo de administração. Números típicos de produção variam de 20kg a 50kg de peixe por ano para um viveiro de 10m x 15m (equivalente a 1.250–3.370kg por hectare por ano).

Bob Hansford trabalhou no Bangladesh durante seis anos com a Tearfund. Ele treinou agricultores locais em técnicas de criação de peixes. Ele agora trabalha na Seção da Ásia da Tearfund.

Níveis de estocagem sugeridos para a tilapia…

Quantidade do peixe: 50gm

Quantidade por metro quadrado: 2

Quantidade em um viveiro de 10m x 15m: 300



Quantidade do peixe: 200gm

Quantidade por metro quadrado: 1

Quantidade em um viveiro de 10m x 15m: 150


Conheça os seus peixes!

Tilapia (espécie Oreochromis)
Oreochromis niloticus é considerada a melhor espécie para os países quentes.


Um bom viveiro possui…
  • água verde, 1–2 metros de profundidade
  • nenhuma árvore grande suspensa sobre ele
  • grama crescendo nas margens, cortada curta para evitar a presença de cobras
  • nenhuma planta flutuante (a menos que seja necessária para os peixes se reproduzirem)
  • tubos de entrada e escoamento com grades ou filtros
  • uma cerca para manter lontras do lado de fora
  • um balde de adubo no canto
  • uma população variada e controlada de peixes


Fonte:
http://tilz.tearfund.org/Portugues/Passo+a+Passo+21-30/Passo+a+Passo+25/Cria%C3%A7%C3%A3o+de+peixes.htm
Ou:
http://anzoldepratapiscicultura.com.br/criacaodpeixes.html
Ou versão em espanhol:
La crianza de peces
http://tilz.tearfund.org/Espanol/Paso+a+Paso+21-30/Paso+a+Paso+25/La+crianza+de+peces.htm
Em francês:
L’élevage de poissons
http://tilz.tearfund.org/Francais/Pas+%C3%A0+Pas+21-30/Pas+%C3%A0+Pas+25/L+%C3%A9levage+de+poissons.htm

23 de março de 2011

Buscar saúde não é procurar doenças

DÉBORA MISMETTI

O médico americano H. Gilbert Welch, autor do livro "Overdiagnosed"

Doenças devem ser detectadas o quanto antes, para que haja sucesso no tratamento, certo?

Não, segundo o médico americano H. Gilbert Welch. O especialista em clínica médica é autor de "Overdiagnosed", recém-lançado nos Estados Unidos.

No livro, Welch, pesquisador da Universidade Dartmouth, afirma que a epidemia de exames preventivos, ou "screening", como são chamados nos EUA, coloca a população em perigo mais do que salva vidas.

Citando pesquisas, ele mostra evidências de que muita gente está recebendo "sobrediagnóstico": são tratadas por doenças que nunca chegariam a incomodá-las, mas que são detectadas nos testes preventivos.

"O jeito mais rápido de ter câncer? Fazendo exame para detectar câncer, disse ele à Folha*, por telefone.

Folha - Como exames preventivos podem fazer mal?

H. Gilbert Welch - A prevenção tem dois lados. Um é a promoção da saúde. É o que sua avó dizia: "Vá brincar lá fora, coma frutas, não fume". Mas a prevenção entrou no modelo médico, virou procurar coisas erradas em gente saudável, virou detecção precoce de doenças. Isso faz mal. Não estou dizendo que as pessoas nunca devem ir ao médico quando estão bem. Mas a detecção precoce também pode causar danos.

De que maneira isso ocorre?

Quando procuramos muito algo de errado, vamos acabar achando, porque quase todos temos algo errado. Os médicos não sabem quais anormalidades vão ter consequências sérias, então tratam todas. E todo tratamento tem efeitos colaterais.

Há um conjunto de males que podem decorrer de um diagnóstico: ansiedade por ouvir que há algo errado, chateação de ter que ir de novo ao médico, fazer mais exames, lidar com convênio, efeitos colaterais de remédios, complicações cirúrgicas e até a morte.

Para quem está doente, esses problemas não são nada perto dos benefícios do tratamento. Mas é muito difícil para um médico fazer uma pessoa sadia se sentir melhor. No entanto, não é difícil fazê-la se sentir pior.

Os médicos dizem que a detecção precoce é essencial no caso do câncer. Mas você diz que é perigoso. Não se deve tratar qualquer tumor inicial?

Não. Se formos tratar todos os cânceres quando estão começando, vamos tratar todo o mundo. Todos nós, conforme envelhecemos, abrigamos formas iniciais de câncer. Se investigarmos exaustivamente vamos achar câncer de tireoide, mama e próstata em quase todos. A resposta não pode ser tratar todos e nem tratar todo mundo. Ninguém mais ia ter tireoide, mamas ou próstata. Câncer de próstata é o símbolo dessa questão.

Por quê?

Há 20 anos, um teste de sangue foi introduzido para detectar câncer de próstata. Vinte anos depois, 1 milhão de americanos foram tratados por causa de um tumor que nunca chegaria a incomodá-los. Esse teste é o PSA [antígeno prostático específico]. Muitos homens têm números anormais de PSA. Eles fazem biópsias e muitos têm cânceres microscópicos e fazem tratamento, o que não é mero detalhe. Pode ser retirada da próstata ou radioterapia. Isso leva, em um terço dos homens, a problemas sexuais, urinários ou intestinais. Alguns até morrem na operação. Não podemos continuar supondo que buscar a saúde é procurar doenças.

Qual é o impacto desses testes de próstata na população?

Um estudo europeu mostrou que é necessário fazer exames preventivos de PSA em mil homens entre os 50 e 70 anos, por dez anos, para evitar a morte por câncer de uma pessoa. É bom ajudar uma pessoa. Mas precisamos prestar atenção às outras 999. Por causa desses exames, de 30 a 100 homens são tratados sem necessidade.

As pessoas precisam refletir. Cada mulher pode decidir se quer fazer mamografia todo ano. Mas temo que estejamos coagindo, assustando e incutindo culpa nelas, para que façam mamografias.

Mas a detecção precoce não é o fator que mais reduz a mortalidade de câncer de mama?

Na verdade, não. Os esforços mais relevantes no câncer de mama vêm de tratamentos melhores, como quimioterapia e hormônios. Os avanços no tratamento nos últimos 20 anos reduziram a mortalidade em 50%.

O problema é se adiantar aos sintomas. Não há dúvida de que uma mulher que percebe um caroço deva fazer uma mamografia. Isso não é teste preventivo, é exame diagnóstico. Claro que os médicos preferem ver uma mulher com um pequeno nódulo no seio do que esperar até que ela desenvolva uma grande massa. A questão não é entre atendimento cedo ou tarde, mas entre buscar atendimento logo que você fica doente e procurar doenças em quem não tem nada.

Critérios usados em exames como de pressão e diabetes estão mais rígidos. Estão deixando todo mundo "doente"?

Sim. Somos muito tirânicos sobre saúde. O que é saúde? Se formos medicalizar a definição de saúde, seria: "Não conseguimos achar nada errado". A pressão está abaixo de 12 por 8, o colesterol está abaixo de tal valor, fizemos uma tomografia e não há nada de errado. Se essa virar a definição de saúde, pouquíssimas pessoas serão saudáveis. É certo tachar a maioria como doente? Saúde é muito mais do que a ausência de anormalidades físicas.

Por que essa conduta está se tornando dominante?

Os médicos recebem mais para fazer mais, o que ajuda a alimentar o círculo vicioso da detecção precoce. É um bom jeito de recrutar mais pacientes, de vender mais remédios ou exames. Nos EUA, há os problemas de ordem legal. Os advogados processam os médicos por falta de diagnóstico, mas não há punições para sobrediagnóstico.

E tem quem creia realmente na detecção precoce. Nunca se diz que há perigo nisso. Pacientes diagnosticados com câncer de próstata e mama por detecção precoce têm muito mais risco de serem sobrediagnosticados do que ajudados pelo teste. Quando você ouve histórias de sobreviventes de câncer, na maioria das vezes o paciente acha que sua vida foi salva porque ele fez um exame preventivo.

E isso não é verdade?

Ele tem mais chance de ter sido tratado sem necessidade. Histórias de sobreviventes geram mais entusiasmo por testes e levam mais pessoas a procurar doenças, gerando sobrediagnóstico.

O que fazer para evitar isso?

Um paciente nunca vai saber se recebeu um sobrediagnóstico. Nem o médico sabe. Não é preciso decidir para sempre se você vai ou não fazer exames. Mas todos os dias novos testes são criados. É preciso ter um ceticismo saudável sobre isso.


CÂNCER E DIAGNÓSTICO

250 mil mulheres americanas são diagnosticadas com câncer de mama por ano; 40 mil morrem

24% das mulheres têm ao menos um resultado falso-positivo em mamografias, mostra pesquisa feita por 10 anos

186 mil homens são diagnosticados com câncer de próstata ao ano nos EUA; 29 mil morrem

Nenhuma morte por câncer de próstata foi evitada após 10 anos de exames preventivos

Fontes: "New England Journal of Medicine" e National Cancer Institute

Fonte:
http://noticias.bol.uol.com.br/ciencia/2011/03/20/medico-alerta-para-excesso-de-diagnosticos-e-exames-preventivos.jhtm
ou
http://www.idvf.com.br/NoticiaCompleta.aspx?id=782

19 de março de 2011

Urinoterapia




1. Introduzindo


A Urinoterapia é uma forma de aplicar a medicina que existe a muito tempo, com escritos datados de 5.000 anos antes de Cristo. Ultimamente, está sendo motivo de atenção pública em todo o mundo. Alguns poderão sentir até nojo ao escutar a palavra urina. Mas, aqui, é bom deixar de lado tudo e ter uma atitude de investigação. Ir ao encontro da verdade. Quem sabe estamos descobrindo algo maravilhoso que nos traga solução para casos desesperantes de enfermidades em nossas famílias. Acompanha-se mudanças rápidas na história do mundo. Há um anseio por grande transformação, está surgindo uma revolução silenciosa mas significativa. Uma destas revoluções chama-se URINOTERAPIA.

Há muito tempo se sabia que a urina é um medicamento muito valioso. Serve para curar quase todas as enfermidades sem provocar danos ao organismo. Os Hindus a usavam para curar tumores (câncer) ou artrites. Os Árabes curavam doenças da cabeça ou da boca. Os Japoneses curavam gonorréia e sífilis. Os Nicaragüenses curam conjuntivite, inflamação do ouvido e parasitas. Com o desenvolvimento das ciências, tecnologia e modernização da vida abandonou-se esta boa tradição. Veio o reinado dos remédios químicos com materiais estranhos ao organismo. Estes não resolveram os problemas de saúde apesar de contar em suas fileiras mais de 12.000 espécies.

A situação da saúde da população piorou muito e sinal disso é o aumento de casos de câncer, SIDA, apatetes, asma... até a terra, o ar, o mar, os rios, as plantas, os bosques e os animais estão doentes. Se não houver uma reflexão sobre o assunto não há boas perspectivas de melhorar a questão de saúde. É possível que um dia se chegue a cura da SIDA., mas com certeza surgirá uma doença pior com vírus, fungos ou bactérias mais resistentes.

Os medicamentos químicos possuem duas faces. Ajudam um pouco a curar doenças, mas, geralmente, possuem um efeito colateral. Atacam outros órgãos. Debilitam a resistência imunológica do organismo.As vantagens do uso dos medicamentos são menores que os riscos. Está chegando o tempo de abandonar a fé nos medicamentos químicos. Não se pode esquecer que a indústria farmacêutica se desenvolveu pensando mais em vantagens para si, que a preocupação da saúde da população. Se há uma solução bem mais simples, por quê não experimentá-la.

Nosso corpo é uma fábrica farmacêutica natural. Produz o que é necessário, como: analgésicos, antibióticos, materiais imunológicos e vários hormônios sofisticados para curar e prevenir doenças. Se nos tornarmos dependentes dos fármacos, nosso organismo não os produz, os metabolismos não funcionam e se atrofiam. A solução é quebrar com esta cadeia de dependência e aumentar a resistência do sistema imunológico, com uma boa resistência imunológica não há mais enfermidade. A urina é um excelente passaporte para isso.

Apesar da ciência moderna ter inventado muitas coisas, sabe e pouco ainda a respeito dos mecanismos que envolvem a vida do ser humano. A verdade das coisas pode estar de uma forma muito simples em nossas mãos ou dentro de nós mesmos. Tomando a própria urina você saberá onde está a verdade.


2. O que é urina?

Diariamente, passam pelos rins 180 litros de sangue. Destes, 99% retornam para o organismo filtrado e 1% sai como urina. Os ingredientes, cor e cheiro são muito semelhantes ao soro do sangue. As pessoas sadias não possuem bacilos ou micróbios em seu sangue e tampouco em sua urina. Quando alguém tem um infecção renal ou outro tipo, é possível que tenha mas em tão pequena quantidade que não afeta em nada um tratamento feito pela urina. Antes, essa pequena quantidade funciona como uma auto vacina. Há o caso do médico R. Nakao, fundador da Associação Acadêmica da Sociedade Médica do Japão, que aplicou , na segunda guerra mundial, tratamento urinoterápico a casos de gonorréia em soldados e civis com bons resultados. Em casos de aplicação de urina em infecção do aparelho urogenital, a cura se dá em pouco tempo.

Consideremos o caso do feto que cresce entro de uma bolsa do útero. Ele cresce tomando diariamente um quantidade líquido amniótico, que é semelhante a urina em seu conteúdo. Estudos desenvolvidos dizem que o feto nos últimos meses urina 500 cc diariamente. E toma a mesma quantidade do líquido contendo a urina.

Por estas considerações vemos que a urina não é algo sujo. Se Deus preparou este ambiente para que nascesse uma nova vida, como se pode crer que a urina é suja? Essa é a idéia e produto da cultura e educação de nossa sociedade.


3. História da Urinoterapia

Os costume de usar a urina com meio de tratamento existe no mundo há muito tempo. O veda hindu chamado SHIVAMBUKALPA (5.000 aC) dedica 107 capítulos à Urinoterapia. Entre os budistas da Ásia sempre houve a prática da Urinoterapia. No Japão, um mestre do budismo chamado IPPEN criou uma seita com mais de um milhão de crentes. Seu sucesso estava nos fundamentos da seita baseada na Urinoterapia. Os monges tibetanos tem a tradição e costumes de tomar sua própria urina e vivem até 150 anos de idade.

No Golfo Pérsico os odontólogos árabes usavam urina para tratar cáries e problemas das gengivas como antibióticos e analgésico. Na América Central o uso da urina é comum. Em El Salvador o costume é muito difundido nas zonas rurais. Na Nicarágua os curandeiros recomendavam a seus pacientes o uso da urina para o combate de diversas enfermidades.


4. Curiosidades sobre a urina

Os rins tem várias funções indispensáveis para manter a vida através da produção da urina. Por ela são evacuados materiais tóxicos, mantém-se o equilíbrio ácido-base e o metabolismo eletrolítico. O sangue é filtrado pela cadeia de pequenos orifícios no interior do rim. Há uma membrana que filtra umas 7.000 moléculas de uréia e ácido úrico e deixam passar em torno de 50.000 moléculas de proteínas ou glóbulos.

A quantidade de filtração é de 120 ml por minuto ou 180 litros por dia. O líquido filtrado passa por tubos urinários e é reabsorvido ou secretado. 99% é reabsorvido e circula como sangue e 1% sai como urina (aproximadamente 1,5 litros). Desta forma concluímos que a urina é um produto do sangue.

* Materiais reabsorvidos: água, sódio, d-glicose, aminoácidos, ou seja, a maioria dos componentes do sangue.

* Materiais não absorvidos: uréia, ácido úrico, creatinina, sais minerais inorgânicos e produtos tóxicos.

* Apresentação: coloração amarela. Uma pessoa produz, aproximadamente, 1,5 litros por dia, PH 5 a 8 (geralmente PH 5 a 6 ácidos), pressão osmótica 50-1500 m OSM por litro, peso específico 1050 a 1025. 5.


5. Estudos científicos sobre a urina

A partir da década de 70 foram desenvolvidas algumas pesquisas. Descobriu-se que o ácido úrico da urina joga um papel muito importante para produzir e reativa o ADN das células. Uma segunda função do ácido úrico é o rejuvenescimento dos órgãos. Em 1971, na Universidade de Medicina de Koto (Japão), foram descobertos materiais anticorpos como Interoikin, Renina, Prostaglandina. Estes materiais combatem infecções e tumores malignos.

A Universidade de Harvard descobriu na urina o SPU hormônio que se produz durante o sono e funciona como antibiótico, analgésico, melhora a circulação sangüínea e promove a secreção de outros hormônios. Pelas funções destes hormônios se proliferam e fortalecem os materiais imunológicos como T-limp-glóbulo, imunoglobulina e glóbulos brancos.

As grandes empresas farmacêuticas de países industrializados, competindo para chegar primeiro, estão comprando e importando urina. Produzem cosméticos sofisticados para uso das mulheres da alta sociedade e preciosos medicamentos com anti-depressivos. No Japão, as empresas estão importando grande quantidade de urina dos soldados da Coréia do Sul. As mulheres ricas usam estes produtos a base de urina no combate às rugas que aparecem com o tempo. Passou a ser moda o uso de cosméticos, medicamentos e pastas de dente que contém uréia da urina humana.


6. Aplicação da urina

Para se prevenir contra doenças se toma a quantidade de 100 cc (100 ml) por dia. Para o tratamento de uma doença já instalada se toma, no mínimo, 200 cc (200 ml) por dia. Para casos mais graves se pode tomar maiores quantidades pois a urina não possui contra-indicação ou limites de quantidade. Há casos em que são necessários recomendar tomar toda a urina que o corpo produz.

A urina pode ser tomada em qualquer hora do dia, mas a melhor é a primeira que sai de manhã. Nesta urina se encontra um material especial chamado SPU-hormônio. É um material hipnótico produzido durante o sono que age como antibiótico, analgésico, ativante da circulação e estimula a secreção de outros hormônios. Se é difícil para tomá-la. A princípio se começa com pequenas doses que depois poderão ser aumentadas gradativamente. O sabor da urina é mais suave quando se tem uma alimentação mais natural, vegetariana e com menos carne.

Há outras formas de aplicação da urina. O hospital de Guerson de S. Diego (USA) receita um jejum durante algumas semanas só de urina e verduras.

Depois do jejum começam receitar uma dieta a base de legumes e verduras. Assim são tratados cancerosos doentes de SIDA. No Japão, casos de câncer do intestino grosso ou útero, além de tomar urina aplicam no órgão doente urina com uma seringa. doenças da pele com úlceras, feridas, vitiligo, manchas escuras, varizes, alergias e outras, se aplica urina sobre a região afetada. No nariz, olhos e boca (inflamação, cáries, dores...) trata-se com bochechos ou enxaguando-as. A infecção vaginal lava-se com sua própria urina.

Na Índia o primeiro ministro Sr. Dasai, companheiro de Mahatma Gandi, costumava se banhar, fazer massagens, fazer xampu e tomar urina. Dizem que nunca adoeceu, está com 95 anos e continua trabalhando na política com energia. Assim podemos dizer que a urina produz bons resultados, tomando, colocando, introduzindo, enxaguando, massageando e banhando-se.

Unicamente não se recomenda injetar a urina pois é importante que ela passe pelo canais apropriados através dos quais ela será processada de acordo com as necessidades do organismo. É importante lembrar que a urina tomada não deixa gosto ou cheiro. Ao contrário, ela cura mau hálito que é problema de muitas pessoas. Após a ingestão da urina, se toma um pouco de água e pronto! Desaparece todo e qualquer sabor. No uso externo da urina é necessário lavar a região tratada depois de um determinado tempo. Somente neste caso costuma aparecer cheiro, se assim não se proceder.


7. As reações recuperativas

São sintomas que aparecem quando se toma urina. As vezes se tem a sensação de que piora o estado de saúde. Não há por que se preocupar pois é uma reação sadia, positiva e necessária. Os sintomas que aparecem são aumento das dores, diarréia, furúnculos, alergias, comichão, aftas, febres, secreção dos olhos, mamas ou vagina, sensações estranhas no estômago e intestino, sono profundo, cansaço etc.

As reações não aparecem todas ao mesmo tempo, dependem da profundidade ou tempo em que a doença está instalada no organismo. Estas reações são sinais importantes de que está ocorrendo a cura. São reações passageiras e que variam de acordo com a gravidade da doença e a quantidade de urina ingerida. Deve se aceitar com tranqüilidade essas reações, não se preocupar com elas e até mesmo aumentar a quantidade de urina ingerida. Em pouco tempo essa reações desaparecerão.

Medidas para suavizar as reações recuperativas fortes:

1. começar ingerindo pequena quantidade de urina (um copo pequeno) para depois, aos poucos, ir aumentando;
2. em caso de dores, massagear o local com a própria urina;
3. nas alergias, furúnculos e outras reações na pela, aplicar urina com um algodão. Nos olhos, nariz e ouvidos, colocar urina com conta-gotas;
4. na garganta, útero, ânus, vagina e intestinos, aplicar urina com uma seringa;
5. suavizar as reações com uso de plantas medicinais adequadas e checadas, fazer exercícios como caminhar, correr, brincar, nadar, dançar...

Quatro princípios para que o tratamento tenha efeitos rápidos e tranqüilos:

1. acreditar firmemente que sua urina cura;
2. ter paciência de tomar a urina até alcançar a cura;
3. ter coragem de tomá-la, na primeira vez;
4. agradecer a Deus porque a urina é um presente de Deus.


8. Indicações da Urinoterapia

1. Indicada contra infecções, como os antibióticos.
2. Indicada contra tumores como câncer e sarcomas.
3. Indicada para dissolver materiais estranhos como cálculos renais, biliares etc.
4. Indicada para equilibrar os hormônios.
5. Indicada para equilibrar a hipo/hiperfunção dos nervos.
6. Indicada para melhorar a circulação sangüínea.
7. Indicada para fortalecer a resistência do sistema imunológico.
8. Indicada para produzir anticorpos.


9. Doenças curadas pela Urinoterapia

1. Enfermidade sexual - gonorréia.

2. Enfermidades do tecido conjuntivo - artrite-reumatóide, esclerodermia, lupus erythemadoides sistemático.

3. Tumores malignos - sarcomas do fígado, tireóide, esôfago, cólon, pâncreas, colo do útero, ovário, mamas, próstata, leucemia, linfoma maligno (vasos linfáticos).

4. Tumores benignos - ovário, cólon, estômago, esôfago e útero.

5. Enfermidades infecciosas - herpes, malária, aftas, hepatites, cirroses, gripes, catarro etc.

6. Enfermidades cérebro-cardio-vasculares - derrame, tumor cerebral, tumor artéreo cerebral, enfarte, angina, arritmia e hiper/hipotensão.

7. Enfermidades respiratórias - asma, bronquite, pneumonia, tuberculose, tosse crônica, faringite, amidalite.

8. Enfermidades digestivas - esofagite, gastrite, úlcera gastroduodenal, colite, diarréia, pólipo digestivo, cálculo de vesícula, hemorróidas.

9. Enfermidades genito-urinárias - cálculos dos rins, bexiga, nefrose, infecção renal, vaginite e pólipo de vagina.

10. Enfermidades ginecológicas - problemas de menstruação, pólipo de útero, ovário, mastite, fibroma mamário, uteromioma, endometrite.

11. Enfermidades ortopédicas - lombalgia, artrite, ciático e neurite.

12. Enfermidades dermatológicas - dermatite nervosa, alergia, abcesso, hongo, comichões, furúnculos.

13. Enfermidades sensoriais - catarata, retinite, hemorragia retinal, zumbido, otite, dor de ouvido, sinusite e conjuntivite.

14. Outras enfermidades - gota, diabete, hemofilia, depressão, insônia, neurose, enxaqueca, impotência, contaminação radioativa, epilepsia, histeria e desnutrição.


10. Observações

1. Em caso de pressão alta se recomenda o uso de urina pois ela contém potássio que ajuda a baixar a pressão.

2. No período da gravidez o uso de urina não prejudica o feto e a mãe. A urina ajuda a gravidez permanecer em bom estado.

3. A urina é excelente para crianças pois previne infecções e parasitas.

4. A urina não deixa cheiro na boca. Por sinal ela cura o mau hálito e outros males provenientes da boca e estômago. Para eliminar algum sabor da boca basta fazer um bochecho e beber um gole de água. Somente no uso externo pode aparecer algum cheiro, por isso após o tempo de uso é necessário lavar com água a região tratada.

5. É normal que a urina mude sua coloração de um dia para o outro. A coloração depende de vários fatores tais como: tipo de alimentação, horas de sono, cansaço ou emoções. Pode se continuar tomando sem problemas.

6. As reações recuperativas costumam aparecer de múltiplas formas e nem sempre ao mesmo tempo. Tudo dependerá da quantidade de urina e do tempo ou gravidade da enfermidade.

7. Há casos de algumas doenças que não se possui conhecimento oficial de cura, mas se sabe nestes casos que pelo menos o sofrimento dos pacientes foi amenizado. Houve aumento de resistência do sistema imunológico.

NOTA: Este texto foi elaborado em espanhol, sendo consultadas 33 bibliografias. Não as relaciono por questão de economia de espaço e para facilitar o despacho via Correios."

Pedidos para:
Pe. SENITO DURIGON
Caixa Postal 176
78.932-000 Ariquemes, RO - BRASIL

Última atualização: 13/07/2004 23:37:57

Fonte:
http://www.xistonet.com/urinoterapia.htm
e
http://alimentacaoviva.blogspot.com/2007/06/urinoterapia.html

2 de março de 2011

Receitas com Mel



Seleção de receitas com mel da internet organizadas por dificuldade.

(3)
HIDROMEL

Ingredientes:
1 litro de chá mate
1 limão grande
1/2 copo de mel

Modo de fazer:
Enquanto o chá estiver quente, adicionar algumas lascas de limão.
Deixar esfriar e coar.
Adicionar o mel e o suco de limão.
Colocar gelo à vontade. É saudável e mata a sede.

http://members.tripod.com/cambara_do_sul/receitas_com_mel.htm



LIMONADA

Ingredientes:
limão
mel
água gelada

Modo de fazer:
Cortar e espremer o limão na hora.
Juntar água gelada.
Adoçar com mel, a gosto.

http://members.tripod.com/cambara_do_sul/receitas_com_mel.htm



Receita de Pudim de Mel
Categoria: Doces - Mousses e Pudins

Ingredientes:
3 colher(es) (sopa) de amido de milho
2 xícara(s) (chá) de leite
3 colher(es) (sopa) de mel

Preparação:
Coloque o amido numa panela, aos poucos vá juntando meia xícara de leite, mexendo bem. Coloque o mel e o leite que sobrou. Cozinhe em fogo médio mexendo até que engrosse. Continue mexendo por mais um minuto. Despeje em quatro forminhas molhadas em água fria. Coloque na geladeira até ficar firme. Desenforme e coloque em pratos de sobremesa. Se quiser misture frutas frescas ou em calda.
Rendimento: 6 porções

http://www.moo.pt/receitas/receita/doces/pudim_de_mel/uFpA26q2MQnKFre6/



BANANAS FLAMBADAS

Ingredientes:
4 bananas,
4 colheres (sopa) de mel,
4 colheres (sopa) de conhaque

Modo de Fazer: Coloque numa refratária rasa untada as bananas, inteiras e descascadas. Regue-as com mel. Tampe ou cubra com papel alumínio e leve para assar em forno quente durante 5 a 10 minutos, só para esquentar.
Aqueça o conhaque numa panela pequena. À mesa, despeje-o sobre as bananas e flambe. Sirva imediatamente.

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



DOCE DE LEITE COM AMENDOIM

Ingredientes:
1 litro de leite,
1 e 1/2 xícara (chá) de mel,
1/2 xícara (chá) de amendoim torrado e picado (80 g).

Modo de fazer:
Ferva o leite e junte o mel. Leve ao fogo lento, mexendo de vez em quando com uma colher de pau, até engrossar. Mexa até aparecer o fundo da panela. Junte o amendoim e misture. Espere esfriar e enrole bolinhas. Passe em açúcar e coloque em forminhas de papel.

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



MOLHO DURO COM MEL E MANTEIGA

Ingredientes:
1/2 xícara (chá) de manteiga,
1/3 xícara (chá) de mel,
1 colher (chá) de suco de limão (ou mais a gosto).

Modo de Fazer:
Bata a manteiga até ficar cremosa e gradualmente vá misturando o mel. Adicione, vagarosamente, suco de limão e bata até ficar macio. Para servir com pudim, adicione conhaque em vez de suco de limão - muito vagarosamente. Use mais que uma colher (chá cheia), mas não muito, para não desandar.

http://www.ufv.br/dbg/bee/salgados.htm



(4)
PUDIM DE MEL

Ingredientes:
1/2 quilo de farinha de rosca
2 copos de mel
6 ovos
1 pacotinho de canela

Modo de fazer:
Misturar tudo até obter massa bastante mole; levar ao forno quente durante meia hora; esfriar e colocar na geladeira.

http://members.tripod.com/cambara_do_sul/receitas_com_mel.htm



PÉ-DE-MOLEQUE DE MEL

Ingredientes:
1 xícara de mel
2 xícaras de açúcar
2 xícaras de chá de amendoim cru
1 colher de sopa de bicarbonato

Modo de fazer:
Misture os 3 primeiros ingredientes, leve ao fogo mexendo de vez em quando até dourar.
Retire do fogo, misture rapidamente o bicarbonato, despeje em forma untada com manteiga.
Antes de esfriar completamente, corte em quadrinhos.

http://members.tripod.com/cambara_do_sul/receitas_com_mel.htm



Receita de Costelinha de Suíno com Mel e Canela
Categoria: Pratos Principais - Carnes

Ingredientes:
2 kg de costelinha suína
quanto baste de sal
3 colher(es) (sopa) de mel
1 colher(es) (chá) de canela-da-china em pó

Preparação:
Acenda a churrasqueira e deixe o carvão virar brasa (25 a 30 minutos), esfregue o sal em ambos os lados da costela, leve ao fogo em um espeto e deixe dourar. Em um recipiente misture o mel com a porção de canela. Retire a costelinha do fogo e esfregue ou passe com um pincel ou com as mãos; leve novamente a costela ao fogo e acabe de assar. Sirva como aperitivo ou como prato principal com os acompanhantes de praxe de um churrasco.
Rendimento: 8 porções

http://www.moo.pt/receitas/receita/pratos_principais/costelinha_de_suino_com_mel_e_canela/ushYyg2ucyn5a0Zo/



Receita de Banana Caramelada com Mel
Categoria: Doces - Docinhos / quitandas

Ingredientes:
1 unidade(s) de banana nanica em rodelas
quanto baste de mel
quanto baste de canela-da-china em pó para polvilhar
1 colher(es) (sobremesa) de creme de leite light

Preparação:
Em uma frigideira coloque um pouco de mel e em seguida coloque a banana em rodelas. Deixe aquecer até a banana murchar.
Coloque a banana ainda quente em uma taça para sorvete e em seguida polvilhe a canela e jogue o creme de leite.
Rendimento: 1 porção

http://www.moo.pt/receitas/receita/doces/banana_caramelada_com_mel/z3DDYCaGGygUrsQg/




BANANAS DO PAPAI

Ingredientes:
1 dúzia de bananas d’água bem firmes,
1 xícara (chá) de mel,
1/2 copo de vinho branco,
1 punhado de passas sem sementes.

Modo de Fazer:
Despeje algumas colheradas do mel no fundo de um pirex. Arrume aí as bananas cortadas ao comprido, em 2 ou 3 partes. Despeje por cima o restante do mel, o vinho e as passas. Leve ao forno médio até as bananas ficarem macias. Sirva sem gelar.

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



BOLACHAS SAUDÁVEIS DE MEL

Ingredientes:
10 colheres (sopa) de farinha de trigo integral,
2 colheres (sopa) de óleo ou azeite,
2 colheres (sopa) de mel,
água ou leite para tornar a massa bem maleável.

Modo de Fazer: Amasse até que a massa fique quase soltando da mão, estenda sobre uma assadeira untada com óleo, com a espessura de 1 centímetro. Fica bem durinha, mas seu sabor é delicioso. Querendo, junte à massa um pouco de semente de erva doce ou um pouco de canela.

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



MAÇÃS COM MEL

Ingredientes:
4 maçãs,
4 colheres (sopa) de mel de flores silvestres,
1/2 colher (café) de geleia real e
canela em pó

Modo de Fazer:
Lave bem as maçãs e corte em rodelas de 0,5 cm de espessura, tirando os caroços. Leve ao fogo em frigideira anti-aderente, virando na metade do cozimento. Arme de novo as maçãs e coloque em pratinhos individuais. Regue com o mel e a geleia real. Polvilhe com canela.

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



MOLHO DE IOGURTE E MAIONESE

Ingredientes:
4 colheres (sopa) de iogurte,
4 colheres (sopa) de maionese,
1 colher (chá) de mel,
1 colher (chá) de páprica (opcional),
algumas gotas de molho de pimenta (opcional),
sal marinho

Modo de Fazer:
Misture bem todos os ingredientes.

http://www.ufv.br/dbg/bee/salgados.htm



MOLHO DE IOGURTE E MAIONESE COM CURRY

Ingredientes:
4 colheres (sopa) de iogurte,
4 colheres (sopa) de maionese,
1 colher (chá) de mel,
1 colher (chá) de curry em pó

Modo de Fazer:
Misture bem todos os ingredientes.

http://www.ufv.br/dbg/bee/salgados.htm



Creme De Amendoim E Mel
Receita indicada por: Fábio Azevedo Bomfim
Tipo de Culinária: Culinária Popular
Categoria: Doces
Subcategorias: Cremes
Rendimento: 8 porções

Ingredientes:
1/2 kg de amendoim torrado(s)
4 colher(es) (sopa) de mel
quanto baste de sal
4 colher(es) (sopa) de óleo de soja Sadia

Modo de preparo
Triture o amendoim. Misture o restante dos ingredientes. Sirva.

http://cybercook.terra.com.br/receita-de-creme-de-amendoim-e-mel.html?codigo=7633



PRESUNTO COM COBERTURA DE ABACAXI E MEL

Ingredientes:
3/4 xícara (chá) de suco de abacaxi,
3/4 xícara (chá) de mel,
1/2 colher (chá) de mostarda e
1 presunto inteiro para assar.

Modo de Fazer:
Cozinhe os ingredientes da cobertura até engrossar. Espalhe sobre o presunto 45 minutos antes de ficar pronto e termine de assá-lo.

http://www.ufv.br/dbg/bee/salgados.htm



(5)
DOCE DE LEITE

Ingredientes:
1 litro de leite,
1 litro de mel,
2 a 3 cravos da índia,
1 colher (sopa) de margarina e
1 colher (chá) de baunilha.

Modo de fazer:
Ferva o leite. Misture o mel e leve novamente ao fogo, mexendo de vez em quando, até ferver. Apure por 1 hora, em fogo baixo. Depois, junte a margarina e a baunilha. Misture sem mexer muito. Deixe esfriar e coloque o doce em compoteira.

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



BOLO DE MEL

Ingredientes:
1 xícara de mel
2 ovos
2 colheres de sopa de manteiga
1 xícara de açúcar
1 1/2 xícaras de farinha de trigo

Modo de fazer:
Bater a manteiga, o açúcar e o mel. Adicionar os ovos depois de bem batidos e, por último, a farinha de trigo. Colocar a mistura em forno quente, durante uma hora. O fermento é indispensável, porque o mel exerce o mesmo efeito.

http://members.tripod.com/cambara_do_sul/receitas_com_mel.htm



BOLO INTEGRAL

Ingredientes:
100 g de margarina vegetal,
3 colheres (sopa) de mel ralo,
150 g de farinha de trigo integral,
2 ovos,
1 colher (chá) de fermento em pó

Modo de Fazer:
Bata a margarina com o mel até obter uma mistura cremosa e clara. Acrescente os ovos um a um, bata e acrescente a farinha e o fermento em pó. Divida a mistura entre duas formas para bolo de 18 cm de diâmetro e leve para assar em forno médio (180ºC) durante 20 a 25 minutos, ou até que a massa esteja dourada e firme ao toque dos dedos. Desenforme e transfira para uma grelha, para esfriar. Depois de frias, una as duas metades com uma geleia de baixo teor de açúcar.
Bolo de Avelã:
Use apenas 75 g de farinha de trigo integral e acrescente 75 g de avelãs bem moídas. Recheie com geleia de baixo teor de açúcar.

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm




BALA DE MEL

Ingredientes:
2 copos de leite,
2 copos de açúcar,
2 colheres (sopa) de mel,
2 colheres (sopa) de manteiga e
2 gemas.

Modo de Fazer: Misture bem todos os ingredientes e leve ao fogo, mexendo sempre até aparecer o fundo da panela. Despeje em mármore untado, deixe esfriar um pouco e corte as balas.

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



BALAS DE MEL

Ingredientes:
3 copos de leite
2 copos de açúcar
1/2 copo de mel
1 colher de sopa rasa de manteiga ou margarina
1 colherinha (chá) de bicarbonato

Modo de fazer:
Misture todos os ingredientes e leve ao fogo até conseguir ponto de bala. Despeje em mármore ou em uma assadeira untada com manteiga, deixe esfriar, corte e embrulhe.

http://members.tripod.com/cambara_do_sul/receitas_com_mel.htm



BALA DE BANANA COM MEL
Tempo de preparo: 40 minutos
Rendimento: 50 unidades

Ingredientes:
2 xícaras(chá) de banana prata ou ouro amassada
2 xícaras (chá) de mel
2 xícaras (chá) de açúcar
1 colher (café) de essência de baunilha
2 colheres (sopa) de manteiga sem sal

Preparo:
1. Misture todos os ingredientes e leve ao fogo, mexendo até obter o ponto de bala mole.
2. Retire do fogo, despeje numa assadeira untada com manteiga e espere esfriar. Unte as mãos e enrole pequenas porções do doce, formando bolinhas e arrume-as em forminhas.

http://www.sanmichele.com.br/receitas.asp



BALAS DE CAFÉ I

Ingredientes:
1 lata de leite condensado,
2 colheres (sopa) de café solúvel,
1 colher (sopa) de manteiga,
3 colheres (sopa) de mel,
1 colher (sopa) de vinagre

Modo de Fazer: Leve ao fogo baixo o leite condensado com o café solúvel, a manteiga e o mel, mexendo sempre. Deixe alguns minutos e junte o vinagre. Mexa bem até desprender do fundo da panela. Despeje sobre mármore untada. Deixe esfriar um pouco. Faça cordões com a massa, corte as balas e embrulhe-as em papel celofane.
Rendimento: 40 balas

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



PÃO DE MEL

Aquecer até a formação de bolhas, 1 litro de mel. Fora do fogo, juntar 1 quilo de farinha de trigo, bater até formar massa consistente e deixar esfriar.
Dissolver em 1 copo de leite, 30 gramas de carbonato de amoníaco em pó.
Misturar tudo muito bem; estender em forma bem untada e polvilhada (formando uma camada de 3 centímetros de espessura); umedecer a superfície com leite e assar em forno regular.
Depois de assado e enquanto quente, pintar com cerveja ou clara de ovo e enfeitar com amêndoas e nozes.

http://members.tripod.com/cambara_do_sul/receitas_com_mel.htm



BATATAS-DOCES GLAÇADAS

Ingredientes:
Para 4 pessoas
800g de batatas-doces de tamanho médio
70g de manteiga ou margarina
200g de mel
meia colherinha(chá) de canela em pó
sal.

Preparo:
Lave bem as batatas e leve ao fogo numa panela com água fria e sal. Cozinhe durante 1/2 hora a contar do momento da fervura. Devem ficar ainda um pouco duras.
Escorra, descasque e corte em fatias de meio centímetro. Coloque as fatias de batata sobrepostas num pirex untado com bastante manteiga. Regue ao mel, polvilhe com canela, espalhe por cima o resto da manteiga em pedacinhos e leve ao forno moderado durante 1/2 hora, regando de vez em quando com a calda que se forma no pirex.

http://www.sanmichele.com.br/receitas.asp



BRIGADEIRO COM MEL

Ingredientes:
1 lata de leite condensado
1 colher (sopa) de manteiga
2 colheres (sopa) de chocolate em pó
1 colher (sopa) de mel
chocolate granulado

Preparo:
Misturar todos os ingredientes e levar ao fogo até desgrudar do fundo da panela.
Deixar esfriar, fazer bolinhas e passar no chocolate granulado.

http://www.sanmichele.com.br/receitas.asp




SALMÃO AO MEL E MOSTARDA

Ingredientes:
1 e 1/2kg de salmão
3 colheres(sopa) mel
3 colheres(sopa) mostarda
2 colheres(sopa) de limão
sal.

Preparo: Coloque a posta de salmão em cima do papel alumínio. Besunte-as com o mel, a mostarda, o suco do limão e o sal. Feche o alumínio, coloque em uma assadeira e asse por 20 minutos. Depois abra o alumínio e deixe corar por mais 5 minutos.
Sirva acompanhado de batatas cozidas cortadas em fatias grossas e também besuntadas com mel e mostarda. Coloque-as no forno ao lado do salmão para gratinar.

http://www.sanmichele.com.br/receitas.asp



Receita de Cocada de Mel
Categoria: Doces - Docinhos / quitandas

Ingredientes:
800 gr de açúcar
8 unidade(s) de clara de ovo
1 kg de côco ralado(s)
1/2 xícara(s) (chá) de farinha de trigo
1/2 xícara(s) (chá) de mel

Preparação:
Misture tudo, leve ao fogo e deixe apurar (soltar do fundo da panela). Unte, uma assadeira e com uma colher (sobremesa) vá pegando a cocada e colocando-a na assadeira (formando a cocadinha). Coloque no forno bem quente até ficarem douradas.
Rendimento: 20 porções

http://www.moo.pt/receitas/receita/doces/cocada_de_mel/Cl1oKHYtZ6l4V1Xz/



Receita de Iogurte Batido com Leite, Morango e Mel
Categoria: Bebidas - Sucos/ refrescos e frapês

Ingredientes:
1 xícara(s) (chá) de leite desnatado
1 copo(s) de iogurte desnatado
2 colher(es) (sopa) de aveia em flocos
1 colher(es) (sopa) de mel
10 unidade(s) de morango

Preparação:
Bata todos os ingredientes no liquidificador. Sirva a seguir.
Rendimento: 2 porções

http://www.moo.pt/receitas/receita/bebidas/iogurte_batido_com_leite_morango_e_mel/oSMz3JKcuILGVhc8/



AMEIXAS RECHEADAS COM AMÊNDOAS

Ingredientes:
225 g de ameixas secas,
água fervente,
amêndoas inteiras ou castanhas de caju,
2 colheres (sopa) de mel,
suco de limão,
2 colheres(sopa) de conhaque ou outro tipo de licor (opcional)
Obs.: Se usar o licor, diminua em 2 colheres (sopa) a quantidade de líquido usado para cozinhar as ameixas recheadas.

Modo de Fazer: Coloque as ameixas numa bacia, cubra-as com água fervente e deixe-as de molho de um dia para o outro, ou até por um período mais longo. Devem ficar inchadas e macias.
Escorra-as, reservando o líquido , e, com o auxílio de uma faca pequena, retire com cuidado os caroços. A tarefa será menos trabalhosa se as ameixas tiverem ficado de molho por um bom tempo. Se, no entanto, houver dificuldades, leve as ameixas ao fogo em seu próprio líquido, deixe levantar fervura e cozinhe por 5 minutos, para amaciar ainda mais. Escorra, reserve o líquido, deixe esfriar e tire os caroços.
No lugar dos caroços, coloque uma amêndoa ou castanha de caju. Coloque as ameixas recheadas numa panela com 150 milímetros do líquido reservado (no qual haviam ficado de molho ou foram cozidas). Acrescente o mel e o licor (opcional). Tampe a panela e deixe cozinhando em fogo bem baixo durante uns 30 minutos, período em que o caldo terá sido absorvido pelas ameixas e amêndoas. Se a absorção ocorrer depressa demais, adicione um pouco mais do líquido reservado.
Transfira para uma travessa rasa, deixe esfriar e leve à geladeira. Sirva as ameixas geladas, guarnecidas com rodelas retorcidas de laranja ou limão. Para acompanhar, uma tigela de iogurte ou creme de leite adoçados com mel.
Com ou sem licor, está é uma sobremesa requintada que fechará com muito estilo qualquer refeição.

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



BANANAS COM CALDA DE MEL E CANELA

Ingredientes:
6 bananas prata,
1 xícara (chá) de mel,
1/4 xícara (chá) de manteiga,
1/2 colher (chá) de canela em pó,
1/8 colher (chá) de sal.

Modo de Fazer: Cozinhe as bananas em água fervente (com a casca) cerca de 3 minutos. Retire as cascas, distribua as bananas numa tigela e reserve.
Aqueça o mel em banho maria, junte a manteiga com a canela e misture bem. Adicione o sal e bata bem. Regue as bananas com esta calda e sirva (gelado ou quente).

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



BEIJINHO

Ingredientes:
1 1/2 xícara (chá) de açúcar,
3/4 xícara (chá) de mel,
1 xícara (chá) de coco ralado,
1 1/2 xícara (chá) de amendoim descascado e torrado,
2 gemas.

Modo de Fazer:
Misture todos os ingredientes na ordem indicada. Leve ao fogo brando, mexendo sempre durante 10 minutos ou até a massa enrolar na colher. Retire a massa para um prato untado com margarina. Deixe esfriar. Enrole, formando bolinhas e coloque em forminhas de papel.

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



MAÇÃS CARAMELADAS

Ingredientes:
1 Kg de maçãs ácidas,
2 xícaras (chá) de mel,
1/2 xícara (chá) de manteiga,
1 pitada de sal,
1 xícara de caldo de limão.

Modo de Fazer:
Descasque as maçãs, retire o centro e coloque-as na água com limão.
Depois, leve-as ao fogo para uma ligeira fervura com água e sal. Derreta a manteiga e misture o mel. Logo que ferver, coloque as maçãs, virando de vez em quando, até ficarem bem douradas e transparentes.

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



NECTARINAS NA CALDA DE MEL E BAUNILHA

Ingredientes:
2 xícaras (chá) de água,
3 colheres (sopa) de mel,
3 colheres (sopa) de açúcar,
1 fava de baunilha aberta ao meio (no comprimento),
6 nectarinas sem caroço, cortadas ao meio.

Modo de Fazer:
Junte em uma panela a água, o mel, o açúcar e a fava de baunilha. Tampe e ferva por 5 minutos. Acrescente as nectarinas e ferva por mais 3 minutos. Retire as frutas e deixe a calda no fogo até reduzir à metade. Sirva a calda sobre as nectarinas quentes, acompanhadas de um sorvete (de baunilha ou amêndoa). Se preferir, substitua a fava de baunilha por 2 gotas de essência de baunilha.

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



CROQUETES COM MEL

Ingredientes:
4 decilitros de mel,
12 cravinhos,
um pouco de canela,
1xícara (chá) de ameixas,
8 decilitros de farinha de trigo.

Modo de Fazer:
Cozinhe o mel, junte os cravos e a canela, acrescente a xícara (chá) de ameixa e mexa tudo. Enquanto a mistura está quente, acrescente a farinha e faça uma massa espessa, estenda ainda quente e corte as figuras desejadas, cozinhe no forno e tire antes de esfriar.
Variação:
Bata um ovo com 125g de farinha de trigo, junte 75 gramas de manteiga derretida 115g de mel branco. Junte uma colher (chá) de flor de laranjeira e bata bem durante alguns minutos. Acrescente com uma colher uma porção desta pasta ( a que se dá as formas mais variadas) sobre um tabuleiro untado de manteiga e cozinhe em fogo brando.

http://www.ufv.br/dbg/bee/salgados.htm



MOLHO AGRIDOCE PARA CARNES BRANCAS

Ingredientes:
1 xícara (chá) de creme de leite fresco,
3 colheres (sopa) de molho para churrasco
1 colher (sopa) de catchup,
1 colher (sopa) de mel,
sal a gosto

Modo de Fazer:
Misture bem todos os ingredientes. Sirva com peito de peru defumado, filé de frango grelhado, camarão cozido, etc...
Rendimento: 1 1/2 xícara de chá

http://www.ufv.br/dbg/bee/salgados.htm



(6)
ROCAMBOLE DE MEL

Ingredientes:
6 maçãs
1 copo de mel
canela e cravo em pó
farinha de trigo - quantidade suficiente
1 xícara de óleo e sal
1 xícara de água

Modo de fazer:
Lave, descasque e rale as maçãs e misture com o mel, juntamente com o pó da canela e o cravo.
Deixe descansando essa mistura em recipiente de louça.
Misture a farinha, o óleo, uma pitada de sal e a água formando uma massa.
Sove bem e deixe descansar por meia hora.
Estenda a massa até ficar bem fina.
Espalhe então o recheio e enrole para formar o rocambole.
Leve ao forno quente para cozinhar durante aproximadamente 1 hora.
Se quiser, depois de frio cubra com glacê.

http://members.tripod.com/cambara_do_sul/receitas_com_mel.htm



FRANGO COM MEL

Ingredientes:
1 frango
4 colheres de sopa de mel
suco de 1 laranja e 1 limão
sal e pimenta

Modo de fazer:
Lave, limpe bem e corte o frango em pedaços e tempere com sal e pimenta.
Misture o mel com o suco da laranja e do limão e regue os pedaços de frango com essa mistura.
Coloque o frango na assadeira e leve ao forno por aproximadamente 40 minutos, regando diversas vezes a carne com a mistura de mel.
Sirva quente com rodelas de laranja, arroz e salada de vegetais.

http://members.tripod.com/cambara_do_sul/receitas_com_mel.htm



VINAGRETE DE MEL E ALECRIM

Ingredientes:
1/2 xícara de mel
1 colher (chá) de alecrim fresco
2 dentes de alho
1 xícara de vinagre de xerez
1 colher(chá) de sal
1 pimenta vermelha sem sementes

Preparo:
Bata todos os ingredientes no liqüidificador.

http://www.sanmichele.com.br/receitas.asp



Receita de Sopa de Cenoura com Mel
Categoria: Entradas - Sopas

Ingredientes:
1 unidade(s) de cebola picada(s) finamente
2 colher(es) (sopa) de gengibre ralado(s)
500 gr de cenoura em rodelas
2 litro(s) de água
4 tablete(s) de caldo de carne
1 xícara(s) (chá) de mel

Preparação:
Refogue a cebola com o gengibre, acrescente a cenoura e refogue, também. Acrescente a água e os cubos de caldo de carne, deixando no fogo até amolecer a cenoura.
Deixe esfriar um pouco e bata no liquidificador, voltando ao fogo e acrescentando 1 xícara de chá de mel. Deixe ferver. Sirva em seguida.
Rendimento: 6 porções

http://www.moo.pt/receitas/receita/entradas/sopa_de_cenoura_com_mel/UGzvdhW9SpXZVCFS/



BALAS DE CHOCOLATE

Ingredientes:
1 xícara de leite,
250 g Cobertura de Chocolate ao Leite ralada,
1 colher (sopa) de manteiga,
1 colher (sopa) de farinha de trigo,
2 colheres (sopa) de mel,
1 xícara de açúcar

Modo de Fazer: Leve ao fogo todos os ingredientes e vá mexendo até obter uma massa consistente que desgrude do fundo da panela. Retire do fogo e bata a massa da bala com uma colher de pau. Despeje sobre superfície untada, alisando bem com uma faca e espere esfriar. Corte as balas e molde com os dedos, dando o formato de caramelos. Embrulhe com papel celofane, dispondo sobre bandeja.

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



Bolo de Maçãs Vermelhas
Receita indicada por: Maria Eduarda Motta
Tipo de Culinária: Culinária Popular
Subcategorias: Bolos
Rendimento: 16 porções

Ingredientes:
4 unidade(s) de maçã
1/2 xícara(s) (chá) de óleo de milho
4 unidade(s) de ovo
2 xícara(s) (chá) de açúcar
2 xícara(s) (chá) de farinha de trigo
1 colher(es) (sopa) de fermento químico em pó

Modo de preparo:
Bata no liqüidificador os 4 primeiros ingredientes.
Coloque a mistura numa tigela e misture com a farinha e o fermento.
Coloque a massa em uma forma de buraco ou assadeira, untada e polvilhada com farinha de trigo.
Leve ao forno médio, pré-aquecido.
Quando pronto, se desejar, polvilhe açúcar com canela.

http://cybercook.terra.com.br/receita-de-bolo-de-macas-vermelhas.html?codigo=6476



(7)
PÃO COM MEL

Ingredientes:
3 xícaras de farinha de trigo
1 xícara de mel
1 xícara de açúcar
4 ovos
1 colher de sopa de fermento em pó
1 xícara de água
cravo e canela em pó

Modo de fazer:
Leve ao fogo a xícara de água e o açúcar e deixe queimar levemente. Acrescente o mel, derretendo bem e retire do fogo. Deixe a mistura ficar morna e junte as gemas, a farinha, o fermento, o cravo e a canela, misturando bem. Acrescente as claras em neve, amasse bem, coloque em forma untada e leve ao forno quente para assar.

http://members.tripod.com/cambara_do_sul/receitas_com_mel.htm



TAÇA DE SORVETE AO MOLHO DE CHOCOLATE

Ingredientes: Para 6 pessoas
1 lata de pêssegos em calda
sorvete de diferentes sabores (creme, chocolate, morango, pistache...)

Para o molho de chocolate:
Meia lata de leite condensado
1 colher(sopa) de mel
1 tablete de chocolate amargo
1 pedacinho de casca de laranja
2 colheres(sopa) de água.

Preparo:
Escorra os pêssegos. Coloque metades de pêssego no fundo de uma taça grande de cristal. Prepare o molho: leve ao fogo o chocolate picado, com o mel, a água, o leite condensado e a casca de laranja. Quando o chocolate derreter e ficar um molho denso, retire a casca de laranja, despeje sobre o sorvete e sirva imediatamente.

http://www.sanmichele.com.br/receitas.asp



TRUFAS AO MEL COM PASSAS E NOZES

Ingredientes:
280g de chocolate meio amargo picado
1/4 xícara (chá) de leite condensado
1/4 xícara de mel
1/2 xícara de nozes picadas
1/2 xícara de passa pequenas sem sementes
1 colher (sopa) de rum
chocolate em pó

Preparo:
Coloque o chocolate em uma panela e leve ao banho maria em fogo baixo Mexa com ima espátula até que o chocolate fique bem liso e homogêneo. Tire do fogo.
Acrescente todos os outros ingredientes ao chocolate derretido, misturando bem. Coloque a mistura numa assadeira e deixe esfriar completamente. Com uma colher de sopa, tire porções da mistura dando formato de bolinhas. Coloque-as numa assadeira forrada com papel impermeável, cubra com filme plástico e deixe na geladeira até ficar firme. Envolva as trufas em chocolate em pó e acondicione em forminhas de papel.

http://www.sanmichele.com.br/receitas.asp



Receita de Bolo de Mel com Raspa de Limão
Categoria: Café da manhã/lanches/festas - Bolos simples sem glacê

Ingredientes:
500 gr de açúcar
15 unidade(s) de ovo
250 ml de azeite
250 gr de mel
500 gr de farinha de trigo especial
5 gr de canela-da-china em pó
quanto baste de raspas de limão

Preparação:
Bata as gemas com o açúcar. Junte o mel, o azeite e volte a bater até obter uma massa homogênea. Junte a raspa do limão e a canela. Bata as claras e junte alternadamente com a farinha à mistura envolvendo bem sem bater. Cozinhar em forma untada e polvilhada com farinha ou forrada com papel manteiga à temperatura de 180º C.
Rendimento: 10 porções

http://www.moo.pt/receitas/receita/cafe_da_manha_lanches_festas/bolo_de_mel_com_raspa_de_limao/TJ0Lwl9uHH5Q623e/



BOLO DE MEL DELICIOSO

Ingredientes:
6 claras,
1 xícara de açúcar,
6 gemas,
1 xícara (chá) de mel,
2 e 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo,
2 colheres (chá) de fermento em pó,
2 colheres (sopa) de óleo,
1 xícara (chá) de castanhas de caju ou do Pará moídas.

Modo de Fazer:
Bater as claras em neve. Sempre batendo, junte o açúcar aos poucos, como se fosse fazer suspiro. Depois, adicione as gemas, uma de cada vez. Sempre batendo, junte o mel, a farinha de trigo peneirada com o fermento em pó e o óleo. Pare de bater e junte as castanhas moídas, mexendo levemente até misturar bem. Leve ao forno moderado em forma untada e polvilhada com farinha por 45 minutos aproximadamente.

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



Receita de Robalo com Missô e Mel
Categoria: Pratos Principais - Peixes e Frutos do Mar

Ingredientes:
2 filé(s) de robalo
2 colher(es) (sopa) de missô
1 colher(es) (sopa) de mel
2 colher(es) (sopa) de saquê
2 colher(es) (sopa) de óleo de soja
quanto baste de pimenta-do-reino preta
quanto baste de sal

Preparação:
Misture o missô, o mel e o saquê e reserve.
Tempere os filés de robalo com o sal e a pimenta.
Aqueça uma frigideira, acrescente o óleo e grelhe o robalo por um minuto.
Vire e passe a mistura de missô, mel e saquê, na parte grelhada. Aguarde mais dois minutos e vire o filé.
Repita a operação e estará pronto.

http://www.moo.pt/receitas/receita/pratos_principais/robalo_com_misso_e_mel/TLGZDbOMgb4k7jIq/



Receita de Brigadeirão de chocolate e mel
(microondas)
Categoria: Doces - Mousses e Pudins

Ingredientes:
2 lata(s) de leite condensado
4 unidade(s) de gema de ovo
5 colher(es) (sopa) de chocolate em pó
1 colher(es) (chá) de mel
quanto baste de chocolate granulado para cobrir
quanto baste de açúcar para polvilhar
quanto baste de manteiga para untar

Preparação:
Misture todos os ingredientes e coloque no refratário untado com manteiga e polvilhado com açúcar. Leve ao microondas por 17 minutos na potencia média. Deixe esfriar para
desenformar. Decore com chocolate granulados.
Rendimento: 16 porções

http://www.moo.pt/receitas/receita/doces/brigadeirao_de_chocolate_e_mel_microondas/LKoWXhpLHNxc39qM/



Receita de Pudim de Pão de Mel
Categoria: Doces - Mousses e Pudins

Ingredientes:
1 lata(s) de leite condensado
1 lata(s) de leite
2 colher(es) (sopa) de chocolate em pó
3 colher(es) (sopa) de mel
quanto baste de cravo-da-índia em pó
1 colher(es) (chá) de canela-da-china em pó
3 unidade(s) de ovo

Preparação:
Bata todos os ingredientes no liqüidificador.
Despeje em fôrma de pudim previamente caramelizada e cozinhe em banho-maria por aproximadamente 40 minutos ou até estar cozido.Sirva gelado.
Rendimento: 8 porções

http://www.moo.pt/receitas/receita/doces/pudim_de_pao_de_mel/Tv4h6OEEXAbX1oh1/



BALAS DE CAFÉ II

Ingredientes:
1 e 1/2 xícara (chá) de leite,
1 e 1/2 xícara (chá) de café forte,
3 copos de açúcar,
3 colheres (sopa) de mel,
1 colher (sopa) de margarina,
1 gema,
1 colher (sopa) de farinha de trigo.

Modo de fazer: Misture todos os ingredientes e leve ao fogo, mexendo sempre para não grudar na panela. Quando tomar o ponto de bala, despeje no mármore untado com margarina. Depois de frias, corte as balas e enrole-as em papel celofane.

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



BISCOITOS DE GERGELIM E PASTA DE AMENDOIM

Ingredientes:
2 colheres (sopa) bem cheias de tahine (pasta de gergelim),
2 colheres (sopa) bem cheias de pasta de amendoim,
3 colheres (sopa) bem cheias de mel,
1 ovo,
50 g de farinha de trigo integral,
1/2 colher (chá) rasa de fermento em pó,
metade de nozes

Modo de fazer: bata o thaine com a pasta de amendoim, o mel e os ovos. Acrescente a farinha de trigo integral e o fermento em pó e misture bem. Coloque colheradas da mistura numa assadeira untada e uma metade de noz no centro de cada biscoito. Leve ao para assar em forno médio (180ºC) durante 15 a 20 minutos. Deixe os biscoitos esfriarem um pouco antes de tirá-las da assadeira e transferi-los para uma grelha

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



BANANAS COM MERENGUE

Ingredientes:
1/4 litro de mel,
12 bananas nanicas
Creme:
3 xícaras (chá) de leite,
2 gemas,
3 colheres (sopa) de farinha de trigo,
1/2 colher (café) de essência de baunilha,
1 xícara (chá) de açúcar.
Merengue:
2 claras em neve firme,
4 colheres (sopa) de açúcar.

Modo de Fazer:
Despeje o mel numa frigideira grande e leve ao fogo. Coloque as bananas inteiras e deixe cozinhar até ficarem macias. Disponha em uma refratária e reserve. A parte, leve ao fogo o leite misturado com as gemas, a farinha de trigo, a baunilha e o açúcar. Mexa até engrossar. Espalhe o creme sobre as bananas reservadas. Para preparar o merengue, misture delicadamente as claras em neve com o açúcar. Cubra as bananas e leve ao forno fraco, até dourar, cerca de 10 minutos. Sirva gelado.

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



DESJEJUM DE FRUTAS E IOGURTE

Ingredientes:
1 copo de iogurte,
1 banana pequena amassada,
1 maçã pequena ralada,
1 colher (sobremesa) de farelo ou fibra de trigo,
1 colher (sobremesa) de passas,
1/2-1 colher (chá) de lêvedo de cerveja (opcional),
1/2 colher (chá) de melado (opcional),
1 colher (chá) de mel, algumas gotas de limão.

Modo de Fazer:
Misture todos os ingredientes. Sirva imediatamente, ou conserve numa vasilha hermeticamente fechada, na geladeira, para consumo no mesmo dia.

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



(8)
BOLACHA DE MEL

Ingredientes:
1 copo de mel
1 copo de açúcar
1/2 copo de leite
2 colheres (sopa) de manteiga ou margarina
1 colher (sopa) de sal amoníaco
1 colherinha (chá) de canela em pó
1 colherinha (chá) de cravo bem moído
3 ovos e farinha de trigo

Modo de fazer:
Bata a manteiga com o açúcar e vá acrescentando os ovos um a um, sem parar de bater. Em seguida, acrescente o mel, a canela e o cravo. À parte, dissolva o sal amoníaco no leite e acrescente à massa. Depois vá juntando farinha de trigo até dar o ponto de abrir a massa. Abra-a na espessura de meio centímetro e corte as bolachas no formato de quiser. Leve para assar em forma untada. Assim que tirá-las do forno pincele com água adoçada com mel.

http://members.tripod.com/cambara_do_sul/receitas_com_mel.htm



TORTA DE MEL E MAÇÃ

Ingredientes:
6 maçãs
1 copo de mel
2 pacotinhos de canela em pó
3 cravos torrados e reduzidos a pó

Modo de fazer: ralar as maçãs e misturá-las com o mel, juntamente com a canela e o cravo. Descansar a mistura em vasilha de louça.

Massa:
1/2 quilo de farinha de trigo da melhor qualidade
1 xícara de óleo
1/2 colher de café de sal
1 copo de água morna

Modo de fazer:
Misturar, sovar bem e deixar durante meia hora.
Esticar a massa preparada até ficar delgada como papel; espalhar o recheio e enrolar como rocambole; assar em forno quente durante uma hora; esfriado, levar à geladeira, cobrindo ou não com açúcar glacê. Receita para 12 pessoas.

http://members.tripod.com/cambara_do_sul/receitas_com_mel.htm



Receita de Frango com Mel e Mostarda
Categoria: Pratos Principais - Aves

Ingredientes:
1 unidade(s) de frango inteiro em pedaços grandes
1 xícara(s) (chá) de mel
4 dente(s) de alho
4 colher(es) (sopa) de mostarda
3 colher(es) (sopa) de farinha de trigo
quanto baste de limão
quanto baste de sal
quanto baste de pimenta-do-reino branca

Preparação:
Lave os pedaços de frango com limão. Passe água e tempere com bastante sal. Deixe na geladeira 3 horas. Faça uma mistura com o resto dos ingredientes. Seque o frango e passe na mistura. Coloque os pedaços em um refratário untado com óleo e asse em forno pré-aquecido (200ºC), por 45 a 50 minutos.
Rendimento:
6 porções

http://www.moo.pt/receitas/receita/pratos_principais/frango_com_mel_e_mostarda/nyK3TEj9qYIPoCBw/



Receita de Arroz Doce com Mel
Categoria: Doces - Cremes

Ingredientes:
1 1/2 xícara(s) (chá) de arroz
1 xícara(s) (chá) de leite
1 xícara(s) (chá) de mel
quanto baste de raspas de laranja
quanto baste de cravo-da-índia em pó
quanto baste de canela-da-china em pó
1/2 xícara(s) (chá) de açúcar
quanto baste de água

Preparação:
Lave o arroz. Cozinhe com o açúcar, cravo, canela e raspas de laranja. Quando estiver cozido, coloque o leite, o mel e o leite condensado misture tudo e leve ao fogo novamente, vá mexendo de vez em quando para não grudar no fundo. Desligue o fogo. Polvilhar com canela.
Rendimento: 6 porções

http://www.moo.pt/receitas/receita/doces/arroz_doce_com_mel/aRPbRRmQURmwIwkd/



Receita de Biscoito de Mel
Categoria: Doces - Docinhos / quitandas

Ingredientes:
250 gr de farinha de trigo
150 gr de amêndoas sem casca(s)
300 gr de açúcar
1 colher(es) (café) de noz-moscada
2 unidade(s) de cravo-da-índia
2 colher(es) (sopa) de raspas de limão
1/2 xícara(s) (chá) de conhaque
3 xícara(s) (chá) de mel fervente

Preparação:
Soque as amêndoas com o açúcar. Junte a farinha, a noz-moscada, o cravo moído, as raspas de limão e o conhaque. Misture tudo e acrescente o mel fervendo. Amasse. Se a massa não ficar dura, junte mais farinha. Abra a massa (como para pastel) e leve ao forno para assar em forma polvilhada de farinha de trigo. Quando pronta, corte-a em tiras. Passe um pano para tirar a farinha com que foi polvilhada a assadeira e mergulhe-a em uma calda de açúcar. Leve novamente ao forno para secar e vidrar.
Rendimento: 35 porções

http://www.moo.pt/receitas/receita/doces/biscoito_de_mel/HSgct2xXRdaEgPgF/



BROWNIE
Receita enviada por Maria Rosa Lozano Borrás (mrborras@argo.com.br)

Ingredientes:
1 xícara (chá) de manteiga ou margarina,
2 xícaras (chá) de açúcar,
4 ovos,
1 xícara (chá) chocolate em pó,
1 colher (chá) de baunilha,
1 xícara (chá) de farinha de trigo,
1 xícara (chá) de nozes ou castanhas picadas,
1/3 xícara (chá) de mel

Modo de Fazer: Bata a manteiga com o açúcar. Junte os ovos e bata bem. Acrescente os ingredientes restantes e misture bem. Coloque em uma assadeira pequena e asse em forno moderado, pré-aquecido, por cerca de uma hora. Deixe esfriar e corte em quadradinhos.
Obs.: Se quiser, após esfriar, pode cobrir com uma mistura de mel e chocolate em pó.

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



BOLOS AO REFRIGERADOR

Ingredientes:
2 tabletes de fermento,
1/4 xícara de água morna,
1 xícara de leite,
1/2 xícara de mel,
1 colherzinha (chá) de sal,
2 ovos,
1/2 xícara de gordura derretida,
6 xícaras de farinha pura

Modo de Fazer:
Dissolva o fermento em água morna. Ferva o leite adicione, o mel e o sal. Junte a farinha e bata bem. Adicione o fermento e os ovos batidos, e misture bem. Adicione a gordura e o resto da farinha para fazer uma massa branda. Amasse até ficar macia. Coloque em uma tigela untada. Cubra e coloque na geladeira. Quando estiver pronta para assar, amasse um pouco e forme os bolos. Coloque em forma untada. Cubra e deixe crescer até ao duplo do tamanho. Asse em forno brando de 15 a 20 minutos.

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



BRIGADEIROS BRANCO E PRETO

Massa Branca:
1 colher (sopa) de manteiga,
1 colher (sopa) de mel,
1 lata de leite condensado
Massa Preta:
1 colher (sopa) de manteiga,
1 colher (sopa) de café solúvel,
2 colheres (sopa) de cacau em pó,
1 pitada de canela em pó,
3 colheres (sopa) de creme de leite,
1 lata de leite condensado,
açúcar granulado fino (para enrolar)

Modo de Fazer:
Prepare a massa branca : coloque a manteiga , o mel e o leite condensado numa panela, leve ao fogo brando e, mexendo sempre com uma colher de pau, cozinhe por cerca de 20 minutos ou até que a mistura desprenda do fundo da panela. Passe o doce para um prato fundo, untado com manteiga e deixe esfriar. Procedendo da mesma maneira, prepare as massa preta. Retire pequenas porções de cada massa (cerca de ½ colher de chá de cada uma), faça cordõezinhos, junte-os e forme bolinhas que ficarão mescladas. Passe no açúcar granulado fino, envolvendo bem. Coloque em forminhas de papel, distribua numa bandeja e leve à mesa.
Rendimento: 50 brigadeiros

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



CEREAIS TORRADOS CROCANTES

Ingredientes:
100 g de "mistura de cereais",
25 g de coco desidratado,
50 g de germe de trigo,
50 g de combinação de nozes: amêndoas, amendoim e avelãs, bem picados,
3 colheres (sopa) de mel,
1 colher (sopa) de óleo vegetal,
50 g de passas

Modo de Fazer:
Misture os cereais, o coco, o germe de trigo e as nozes, picadas numa terrina. Misture o mel com o óleo, despeje-os sobre os ingredientes na terrina e misture bem. Espalhe, sem espremer, numa assadeira grande untada, e ponha para assar durante 20-30 minutos em forno médio, à temperatura de 165ºC, virando com uma colher de pau duas ou três vezes.
Retire os cereais torrados do forno quando estiverem levemente dourados. Deixe esfriar e acrescente as passas. Conserve numa vasilha hermeticamente fechada. Sirva com leite, no café da manhã.

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



(9)
BAKLEUA (prato de origem libanesa)

Ingredientes:
Para 8 a 10 pessoas
1 receita de massa folhada
manteiga ou margarina para untar a forma

Para o recheio:
500g de nozes pesadas com as cascas
3 colheres(sopa) de açúcar
2 colherinhas(chá) de água de flor de laranja

Para a calda:
1 xícara(chá) de açúcar
1/2 xícara(chá) de água
1/2 xícara(chá) de mel
1 colher(sopa) de caldo de limão.

Preparo:
Unte uma forma com manteiga ou margarina. Separe a massa em 2 porções e com uma delas forre o fundo e lados da forma

Prepare o recheio:
descasque e moa as nozes, junte o açúcar, a água de flor de laranja e misture bem. Espalhe o recheio sobre a massa na forma e cubra com o resto da massa. Leve ao forno regular para assar e corar.
Enquanto estiver assando, prepare a calda: leve ao fogo a água com o açúcar, o mel e deixe engrossar. Junte o limão, tire do fogo e espere esfriar.
Quando a torta estiver assada, retire do forno, deixe esfriar e corte em pedaços.
Devem ser servidas frias regadas com a calda.

http://www.sanmichele.com.br/receitas.asp



BOLO DE MEL
Tempo de preparo: 1h30
Rendimento: 10 porções

Ingredientes:
1 lata de leite condensado
A mesma medida de leite integral
1 xícara (chá) de mel
3 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 colher (chá) de canela em pó
1 colher (chá) de cravo-da-índia
1 colher (chá) de bicarbonato
2 colheres (chá) de fermento em pó
3 colheres (sopa) de açúcar de confeiteiro para polvilhar

Preparo:
1. Misture o leite condensado com o leite e o mel e bata por alguns minutos. Adicione a farinha de trigo aos poucos, sem parar de bater.
2. Junte a canela, o cravo-da-índia, o bicarbonato e misture bem. Retire da batedeira, acrescente o fermento e misture delicadamente com uma colher de pau.
3. Unte e enfarinhe uma fôrma redonda, despeje a mistura e asse em forno preaquecido a 180C, por cerca de 1 hora.
4. Retire do forno, desenforme morno e polvilhe com açúcar de confeiteiro.

http://www.sanmichele.com.br/receitas.asp



BISCOITOS DE MEL RECHEADOS DE CREME DE BANANA E QUEIJO MASCARPONE

Ingredientes para biscoito:
4 colheres de mel
1/3 de xícara de farinha de trigo
papel-manteiga para forrar a fôrma
4 colheres de manteiga sem sal
1/3 de xícara de açúcar
1 fôrma de cortar biscoitos

Para calda:
1 fava de baunilha ou 2 colheres de essência de baunilha
2 colheres de suco de limão
1/2 xícara de açúcar
1/2 xícara de água

Para creme:
4 colheres de queijo mascarpone ou creme de leite fresco
2 bananas (uma para enfeitar e outra para amassar)
raspas de 1 limão
2 colheres de suco de limão.

Preparo:
Coloque a calda no fogo até reduzir a metade. Esquente o fogo, derreta o mel, bata bem a manteiga e misture com o mel, a farinha, o açúcar e a clara.
Em outra vasilha, misture o queijo com as cascas de limão e a banana amassada. Prove e coloque aos poucos o suco de limão. Retire a calda do fogo e coloque a panela sobre uma vasilha com gelo para ficar no ponto. Adicione o suco de limão e prove. Arrume em um prato rodelas de banana e fatias de morango formando um círculo, ponha um biscoito no centro do prato, despeje o creme e cubra com outros biscoitos. Coloque o açúcar de confeiteiro sobre o biscoito e jogue a calda sobre as frutas.

http://www.sanmichele.com.br/receitas.asp



BOLACHINHA DE MEL
Tempo de preparo: 1 hora
Rendimento: 70 bolachas

Ingredientes:
250g de mel
150g de açúcar
100g de manteiga
1/2 colher (sobremesa) de canela em pó
1 colher (sopa) de bicarbonato
1/2 colher (chá) de cravo moído
1 pitada de noz-moscada
2 ovos
500g de farinha de trigo

Preparo:
1. Misture o mel, o açúcar, a manteiga e leve ao fogo até dissolver (sem ferver)
2. Espere esfriar e junte as especiarias e os ovos, um a um, mexendo a cada adição. Acrescente a farinha de trigo aos poucos e amasse bem. Deixe descansar por 30 minutos.
3. Abra a massa com 5mm de espessura, corte com cortador e coloque as bolachinhas uma ao lado da outra em assadeira untada. Asse em forno pré-aquecido a 170C, por 20 a 25 minutos.

http://www.sanmichele.com.br/receitas.asp



Bolos simples sem glacê
Categoria: Café da manhã/lanches/festas

Ingredientes:
5 unidade(s) de clara de ovo em neve
3/4 copo(s) de açúcar
5 gr de gema de ovo
3/4 copo(s) de mel
1/2 copo(s) de óleo de soja
1,4 colher(es) (café) de cravo-da-índia em pó
1 colher(es) (café) de canela-da-china em pó
quanto baste de sal
1 1/2 copo(s) de farinha de trigo
1 colher(es) (café) de fermento químico em pó

Preparação:
Aquecer o forno em fogo mediano. Bater as claras em neve em uma tijela mediana, quando estiver bem durinha acrescentar o açúcar em 2 ou 3 vezes até estar tudo bem firme. Em separado, misturar bem as gemas, o mel, o óleo, o cravo, a canela e o sal. Acrecentar as claras em neve com cuidado para não cortá-las. Em seguida, acrescentar a farinha misturada com o fermento devagarinho, até misturar tudo. Untar uma forma número 26 com margarina e enfarinhar, e assar em forno mediano durante 55 ou 65 minutos. O bolo estará pronto quando tiver cor dourada e quando se espetar um palito ele sair seco. Depois de pronto o bolo, esperar 15 minutos para retirá-lo do forno.
Rendimento: 6 porções

http://www.moo.pt/receitas/receita/cafe_da_manha_lanches_festas/bolo_de_mel_com_especiarias/VXJLlShJCHofFs7a/



BOLINHOS DE MEL

Ingredientes:
2 xícaras (chá) de açúcar,
2 colheres (sopa) de margarina,
2 ovos,
2 xícaras (chá) de mel,
1 pitada de sal,
1 colher (café) de canela em pó, 1 colher (sopa) de bicarbonato de sódio,
1 xícara (chá) de leite e
farinha o suficiente.

Modo de Fazer:
Junte todos os ingredientes pela ordem indicada. Amasse e ligue até obter uma massa macia. Com as mãos, enrole e faça bolinhas com a massa. Coloque num tabuleiro untado e enfarinhado, com uma certa distância entre os pãezinhos, pois crescem muito e se alastram. Asse em forno bem quente.

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



BOLO DE MEL E CHOCOLATE

Ingredientes:
3 colheres (sopa) de chocolate em pó,
1 xícara (chá) de açúcar,
1 xícara (chá) de mel,
4 xícaras (chá) de farinha de trigo,
1 xícara (chá) de chá de erva-doce forte e frio,
1 colher (sopa) de bicarbonato de sódio, dissolvido em
1 xícara (chá) de leite,
margarina para untar e
farinha de rosca para polvilhar
Glacê:
3 colheres (sopa) de chocolate em pó,
3 colheres (chá) de manteiga e
3 colheres (chá) de mel

Modo de Fazer:
Para a massa, misture bem o chocolate em pó, o açúcar e o mel. Acrescente a farinha alternada com o chá de erva-doce, misturando bem. Adicione por último o bicarbonato dissolvido no leite e misture novamente. Despeje em assadeira retangular média, untada e polvilhada com farinha de rosca, e asse em forno médio (180º), pré-aquecido, durante 30 minutos.
Enquanto isso, prepare o glacê: leve ao fogo uma panela com o chocolate em pó, a manteiga e o mel e deixe derreter, misturando bem. Reserve. Retire o bolo do forno, desenforme e cubra com o glacê ainda quente. Corte em quadrados e sirva. Rendimento: 20 porções

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm




(10)
BOLACHINAS DE CAFÉ COM MEL

Ingredientes: Para 50 unidades
Para a massa:
4 xícaras(chá) de farinha de trigo
1 xícara(chá) de açúcar
1 xícara(chá) de leite
1 ovo
1 colher(sopa) de manteiga
2 colherinhas(chá) de fermento em pó
Gotas de baunilha.

Para o glacê:
2 colheres(sopa) de manteiga
1 colher(sopa) de mel
2 colheres(sopa) de açúcar cristalizado
3 colheres(sopa) de café bem forte.

Preparo:
Prepare as bolachinhas: peneire numa tigela a farinha de trigo, açúcar e fermento. Junte os demais ingredientes da massa e amasse. Abra com o rolo e corte com um molde redondo. Se não der para abrir bem, adicione mais manteiga. Coloque em assadeira untada e leve ao forno quente.

Prepare o glacê:
bata em creme a manteiga com o açúcar. Junte o mel e torne a bater até ficar um creme bem leve e espumoso. Adicione então o café e bata mais um pouco. Deixe as bolachinhas esfriarem e cubra-as com o glacê.

http://www.sanmichele.com.br/receitas.asp



NOZINHOS NAPOLITANOS

Ingredientes: Para 8 pessoas

Para a massa:
300g de farinha de trigo
4 ovos
70g de margarina
1 colherinha(chá) de fermento em pó
casca de limão ralada

Outros ingredientes:
100g de mel
50g de açúcar
casca ralada de 2 laranjas
100g de frutas cristalizadas picadinhas
óleo para frigir.

Preparo:
Coloque numa tigela a farinha de trigo, os ovos ligeiramente batidos, casca de limão, margarina amassada com garfo e fermento. Amasse e abra a massa com o rolo, deixando-a na altura de 1 dedo mais ou menos.
Corte a massa em listras de 1 centímetro e com 5 ou 6 centímetros de comprimento. Dê um nozinho em cada listra e frite no óleo quente. Retire com a escumadeira e coloque sobre papel absorvente.
Leve o açúcar e o mel ao fogo. Quando estiver tudo líquido, retire do fogo e junte a casca de laranja ralada e as frutas. Deixe amornar bem. Junte os nozinhos e mexa delicadamente. Arrume em formato de pirâmide sobre um prato. Sirva frio.

http://www.sanmichele.com.br/receitas.asp



Receita de Bolo de Mel com Canela
Categoria: Doces - Bolos (recheio / glacê)

Ingredientes:
1 xícara(s) (chá) de manteiga
1 xícara(s) (chá) de mel
2 xícara(s) (chá) de açúcar
3 xícara(s) (chá) de farinha de trigo
1 xícara(s) (chá) de leite
5 unidade(s) de ovo
1 colher(es) (sopa) de fermento químico em pó
1 colher(es) (chá) de canela-da-china em pó
quanto baste de ameixa
quanto baste de uva passa

Preparação:
Bata a manteiga, o açúcar e o mel, a seguir as gemas, batendo bem, junte a farinha de trigo que deverá estar peneirada com o fermento, a canela e um pouco de sal, coloque o leite alternando com os ingredientes secos peneirados. Por último as claras em neve, que devem ser misturadas delicadamente. Coloque para assar em forno médio com fôrma untada com margarina e farinha de trigo.
Rendimento: 6 porções

http://www.moo.pt/receitas/receita/doces/bolo_de_mel_com_canela/RKnQgX3RyRGDVe2J/




Receita de Pão de Mel Crocante
Categoria: Doces - Docinhos / quitandas

Ingredientes:
1 kg de farinha de trigo
1 1/2 xícara(s) (chá) de açúcar mascavo
1 1/2 xícara(s) (chá) de açúcar União
3 unidade(s) de ovo
3 colher(es) (sopa) de melado
4 colher(es) (chá) de bicarbonato de sódio
200 gr de banha Sadia
250 gr de margarina Qualy Sadia
quanto baste de raspas de limão
1 colher(es) (chá) de canela-da-china em pó

Preparação:
Amassar tudo como massa de pão. Abrir com rolo, com um centímetro de espessura e levar para assar em forno baixo, em fôrma untada. Depois de assado, passar em chocolate derretido.
Rendimento: 30 porções

http://www.moo.pt/receitas/receita/doces/pao_de_mel_crocante/jqjX7iUZ3DiENcJI/



(11)
CARACOL COM MEL

Ingredientes: Para 6 pessoas
15g de fermento de cerveja
8 colheres(sopa) de leite quente
100g de açúcar
300g de farinha de trigo peneirada
2 ovos inteiros
1 envelopinho de açúcar de baunilha
1 colherinha(café) de casca de limão ralada
1 pitada de sal
75g de manteiga ou margarina

Para untar:
50g de manteiga
25g de açúcar
1 ovo
3 colheres(sopa) de mel
50g de amêndoas e nozes picadas.

Preparo:
Esfarele o fermento numa tigela e desmanche com o açúcar e leite quente.
Misture a farinha de trigo com o açúcar de baunilha, o sal e peneire em monte numa vasilha grande. Adicione o fermento dissolvido, os ovos ligeiramente batidos e a casca de limão. Vá puxando a farinha para o centro da vasilha e misturando com o líquido. Levante a massa com as mãos e faça-a cair repentinamente no fundo da vasilha. Depois cubra a vasilha com um pano fino e deixe em lugar quente durante 1 hora mais ou menos, até a massa dobrar de volume. Coloque-a sobre a mesa polvilhada com farinha de trigo, achate-a com as mãos e unte com 75g de manteiga batido em creme. Trabalhe um pouco mais a massa, erguendo-a e batendo no fundo da vasilha.
Com as mãos enfarinhadas forme sobre a mesa um rolo comprido de cerca de 2 e meio centímetros de diâmetro. Unte com manteiga uma forma de 25 centímetros de diâmetro por 5 de altura e, começando de dentro para fora, disponha o rolo em formato espiral.
Bata o resto da manteiga com o açúcar, o mel, a clara de ovo e espalhe a mistura sobre o caracol. Polvilhe com as nozes picadas e asse em forno regular durante meia hora mais ou menos, até que fique crescido e dourado.

http://www.sanmichele.com.br/receitas.asp



FILÉS AO MOLHO DE LIMÃO E MEL
Tempo de preparo: 25 minutos
Rendimento: 8 porções

Ingredientes:
8 bifes de filé mignon com cerca de 120g cada.
Sal e pimenta-do-reino a gosto
1 colher (sobremesa) de tomilho em pó
1 xícara (chá) de farinha de trigo
4 colheres (sopa) de azeite
3 colheres (sopa) de manteiga
1/2 xícara (chá) de creme de leite em soro
1/3 de xícara (chá) de mel
1/3 xícara (chá) de suco de limão
2 limões cortados em rodelas
8 galhinhos de salsa

Preparo:
1. Coloque cada filé entre duas partes de plástico e bata de um lado, vire e bata do outro até ficar com meio centímetro de espessura. Tempere os bifes com sal, pimenta-do-reino e tomilho. Polvilhe-os com a farinha de trigo, reservando 3 colheres (sopa) dela.
2. Aqueça o azeite numa frigideira e frite os bifes aos poucos, por 3 a 4 minutos de cada lado, ou até que dourem. Reserve.
3. Numa panelinha derreta a manteiga ,adicione a farinha reservada e frite-a em fogo baixo por 2 a 3 minutos. Junte o creme de leite, misture bem e cozinhe até engrossar. Acrescente o mel e o suco de limão, misture e cozinhe por mais 2 a3 minutos.
4. Coloque os bifes numa travessa, despeje o molho ao lado, guarneça com as rodelas de limão o levemente retorcidas e decore com os galhinhos de salsa. Sirva bem quente.

http://www.sanmichele.com.br/receitas.asp



Receita de Bolo Pão de Mel
Categoria: Doces - Bolos (recheio / glacê)

Ingredientes:
3 xícara(s) (chá) de Farinha de trigo
2 xícara(s) (chá) de Leite
1 xícara(s) (chá) de Mel
1 xícara(s) (chá) de açúcar
3 Colher(es) (Sopa) de Chocolate em pó
1 Colher(es) (Sobremesa) de Fermento químico em pó
1 Colher(es) (Chá) de Bicarbonato de sódio
1 Colher(es) (Chá) de Cravo-da-Índia em pó
1 Colher(es) (Chá) de Canela-da-China em pó
Recheio
200 gr de Doce de Leite
Cobertura
300 gr de Chocolate ao leite

Preparação:
Massa
Misture todos os ingredientes sem bater e asse em fôrma retangular média. Desinforme,corte ao meio e recheie com o doce de leite e cubra com o chocolate derretido.
Cobertura
Derreta o chocolate em banho-maria.
Rendimento:20 porções

http://www.moo.pt/receitas/receita/doces/bolo_pao_de_mel/sALYI926NYDtKFUt/



Receita de Bolo de Mel
Categoria: Café da manhã/lanches/festas - Bolos simples sem glacê

Ingredientes:
500 gr de farinha de trigo
4 unidade(s) de ovo
1 copo(s) de mel
1 copo(s) de açúcar
1 colher(es) (café) de canela-da-china em pó
1 colher(es) (sopa) de fermento químico em pó
70 gr de nozes picada(s)
50 gr de uva passa
1/2 copo(s) de óleo de milho
quanto baste de manteiga para untar
1/2 xícara(s) (chá) de chá preto

Preparação:
Bata na batedeira,os ovos e o açúcar em alta velocidade por 5 minutos.
Diminua a velocidade e adicione o mel,o óleo,a canela,o fermento,o chá,as nózes,e por último a farinha.
Desligue a batedeira e misture a uva passa com a ajuda de uma colher.
Unte uma fôrma com a manteiga e a farinha.
Despeje a massa e leve ao forno pré-aquecido e asse a 180ºC por aproximadamente 35 minutos ou até que,espetando um palito,ele saia limpo.
Rendimento: 25 porções

http://www.moo.pt/receitas/receita/cafe_da_manha_lanches_festas/bolo_de_mel/b8nGDJqMXVyHpVoJ/



Receita de Bolo Judaico de Mel
Categoria: Doces - Bolos (recheio / glacê)

Ingredientes:
1 copo(s) de mel
1 xícara(s) (chá) de café forte
1 xícara(s) (chá) de açúcar
5 unidade(s) de ovo
1 colher(es) (chá) de bicarbonato de sódio
1 colher(es) (sobremesa) de fermento químico em pó
1 unidade(s) de maçã ralada(s)
4 xícara(s) (chá) de farinha de trigo
1 xícara(s) (chá) de óleo de soja
quanto baste de noz-moscada ralada(s)
2 colher(es) (chá) de chocolate em pó

Preparação:
Bata todos os ingredientes na batedeira até ficar tudo bem misturado.
Despeje a massa em uma forma untada com manteiga e leve ao forno quente por cerca de 40 minutos.
Rendimento: 15 porções

http://www.moo.pt/receitas/receita/doces/bolo_judaico_de_mel/wq8RCHWaa12ixtsh/



BOLO DE MEL E ESPECIARIAS

Ingredientes:
2 xícaras de farinha para bolo,
2 colherinhas (chá) de fermento em pó,
1/4 colherinha (chá) de sal,
1/2 xícara de gordura,
1 colherinha (chá) de casca de limão ralada,
1/4 xícara de mel,
2 gemas.
1/2 xícara de leite,
2/3 xícara de passas picadas,
1 colherinha de baunilha,
2 claras,
1/8 xícara de nozes picadas

Modo de Fazer:
Peneire primeiro a farinha, meça, e adicione o fermento em pó, o sal, peneirando tudo junto três vezes. Bota a gordura com a casca de limão; junte o mel gradualmente, batendo bem depois de cada adição. Junte ¼ da farinha e coloque até formar uma massa macia e bem batida. Junte as gemas, uma por vez, , batendo bem depois de cada uma. Junte a farinha restante, por três vezes, alternando com o leite, batendo bem, depois de cada adição. Adicione as passas com a última adição da farinha. Acrescente a baunilha. Coloque as claras em ponto de neve e misture ligeiramente no bolo. Despeje numa forma e asse em forno moderado. Polvilhe por cima as nozes picadas.

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



BOLO DE MEL, FRUTAS E NOZES SORTIDAS

Ingredientes:
150 g de margarina vegetal,
3 colheres (sopa) bem cheias de mel ralo,
3 ovos batidos,
225 g de farinha de trigo integral,
50 g de germe de trigo,
2 colheres (chá) bem cheias de fermento em pó,
½ kg de frutas, com todas ou algumas das seguintes sugestões: passas pretas ou brancas, banana amassada, tâmaras picadas, abacaxi picado, ameixas ou damascos secos, deixados de molho e picados,
75 g de avelãs moídas ou bem picadas,
75 g de sementes de girassol moídas,
casca e suco de ½ limão,
1 a 2 colheres (sopa) de iogurte ou leite, se necessário, para deixar a mistura suficientemente úmida

Modo de Fazer:
Bata a margarina com o mel até obter uma creme espesso e claro. Acrescente os ovos, a farinha, o germe de trigo e o fermento em pó. Bata. Adicione todos os demais ingredientes e misture tudo. Poderá ser necessária a adição de um pouco de iogurte ou leite para amolecer a mistura, mas tudo dependerá do tipo de frutas utilizadas.
Coloque a massa numa forma para bolos untada e forrada com papel de alumínio e leve para assar na parte intermediária de um forno médio (170ºC) durante 1 hora e 45 minutos, ou até que o bolo esteja firme.
Trata-se de um bolo muito saboroso, de excelente valor nutritivo. Conserve-o na geladeira.

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



CUBOS COM NOZES

Ingredientes:
170 g de mel,
400 g de farinha de trigo,
150 g de manteiga,
3 gemas,
1/2 colher (sopa) de fermento em pó,
suco e casca de 1/2 limão,
1 pitadinha de canela,
chocolate granulado,
3 claras em neve,
100 g de nozes moídas,
100 g de açúcar

Modo de Fazer:
Sobre uma tábua de madeira, coloque: manteiga derretida, farinha e fermento. Misture as gemas, o mel e os outros ingredientes, o suco e casca do limão ralado. Amasse tudo até formar uma massa homogênea.

Estique a massa e leve a uma forma untada. Cubra com as claras em neve, salpique o chocolate granulado e leve ao forno. Asse e deixe dourar. Depois de frio, corte em tubos.

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



(12)
Receita de Bolo de Mel Recheado
Categoria: Doces - Bolos (recheio / glacê)

Ingredientes:
3 xícara(s) (chá) de farinha de trigo
2 colher(es) (chá) de fermento químico em pó
1 colher(es) (chá) de bicarbonato de sódio
1 lata(s) de leite condensado
1 lata(s) de leite
1 xícara(s) (chá) de mel
1 colher(es) (chá) de canela-da-china em pó
1 colher(es) (chá) de cravo-da-índia em pó
1 1/2 colher(es) (chá) de café instantâneo granulado Recheio
quanto baste de doce de leite
Cobertura
200 gr de chocolate meio amargo
200 gr de chocolate ao leite

Preparação:
Cobertura
Faça a massa, peneirando a farinha de trigo, o fermento e o bicarbonato juntos e reserve. Numa outra tigela, misture bem o leite condensado, o leite de vaca, o mel, a canela, o cravo e o café solúvel. Acrescente os ingredientes secos reservados e bata na batedeira (ou mixer) até a massa ficar bem homogênea. Coloque em uma assadeira retangular (25cm x 4Ocm), untada com margarina e polvilhada com farinha de rosca. Leve em forno pré-aquecido, à 180ºC (médio), até assar. Depois de assado, deixe o bolo amornar e desenforme. Deixe esfriar, corte o bolo ao meio e recheie com doce de leite. Faça a cobertura, derretendo os chocolates juntos, em banho-maria. Cubra o bolo e leve-o ao freezer até endurecer o chocolate. Sirva em seguida.
Rendimento: 6 porções

http://www.moo.pt/receitas/receita/doces/bolo_de_mel_recheado/gymj6yIlciyApsFL/



BOLO DE MEL ESPANHOL

Ingredientes:
50 g de manteiga,
1/2 xícara (chá) de açúcar,
1/2 colher (chá) de sal,
1 lata de leite condensado,
6 colheres (sopa) de chocolate em pó,
1/2 xícara (chá) de mel,
2 ovos,
2 xícaras (chá) de farinha de trigo,
4 colheres (chá) de fermento em pó,
1/3 xícara (chá) de água,
2 colheres (sopa) de licor de cacau,
1 colher (sopa) de manteiga.

Modo de Fazer:
Bata muito bem a manteiga, junte o açúcar e o sal. Bata até obter um creme fofo. Acrescente o leite condensado, o chocolate em pó e o mel, misturando tudo muito bem. Junte os ovos e torne a bater. Acrescente aos poucos a farinha de trigo e o fermento, alternando com a água. Bata muito bem. Despeje em assadeira retangular média, untada e polvilhada. Leve ao forno médio por aproximadamente 40 minutos. Enquanto o bolo assa, prepare a calda com a outra metade da lata de leite condensado, o licor de cacau e a manteiga, misturando tudo muito bem e levando ao fogo baixo, mexendo até engrossar um pouco. Desenforme o bolo, corte em quadrados e passe pela calda. Espere esfriar e secar um pouco e embrulhe em papel alumínio.

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



Receita de Pão de Mel de Liquidificador
Categoria: Doces - Bolos (recheio / glacê)

Ingredientes:
1 lata(s) de leite condensado
1 lata(s) de leite
1/2 colher(es) (sopa) de canela-da-china em pó
1 colher(es) (café) de noz-moscada
quanto baste de cravo-da-índia em pó
1/2 xícara(s) (chá) de mel
1/4 xícara(s) (chá) de açúcar mascavo
3 xícara(s) (chá) de farinha de trigo
1 colher(es) (sobremesa) de fermento químico em pó
1 colher(es) (sobremesa) de bicarbonato de sódio Cobertura
quanto baste de chocolate meio amargo
quanto baste de chocolate hidrogenado

Preparação:
Massa
No liquidificador bata todos os ingredientes, exceto a farinha de trigo.
Coloque a mistura em uma tigela e vá acrescentando a farinha aos poucos. Por último, acrescente o fermento misturado com o bicarbonato de sódio.
Coloque a massa em forminhas previamente untadas e enfarinhadas. Encha apenas até a metade pois crescem bem.
Se preferir, asse em fôrma grande e depois corte em pedaços.
Desenforme, corte ao meio e recheie. Cubra com a cobertura. Sugestões de Recheio
Doce de leite
Brigadeiro mole
Doce de leite com côco
Doce de leite com Ameixas picadas
Geléia de damasco
Cobertura
Derreta os chocolates e misture bem. Com a mistura fria, banhe os pães de mel e deixe que sequem em papel vegetal.
Depois de secos, embale-os em celofane e guarde-os protegidos do calor.
Não guarde em geladeira. Eles duram 20 dias.
Rendimento: 15 porções

http://www.moo.pt/receitas/receita/doces/pao_de_mel_de_liquidificador/4nQOStjsvlly5jSy/



BRIOCHES COM MEL

Ingredientes:
250 g de mel,
400 g de farinha de trigo,
150 g de açúcar,
100 g de manteiga,
5 ovos,
1 colher (sopa) de fermento em pó,
nozes moídas,
100 g de uvas passa,
100 g de frutas cristalizadas,
canela em pó,
anis e
cravos da índia peneirados.

Modo de Fazer:
Derreta sob banho maria a manteiga e adicione o mel, açúcar e ovos. Bata até formar espuma, pique as frutas cristalizadas e adicione à mistura, juntamente com as passas. Gradualmente, adicione a farinha com o fermento em pó. Misture as nozes, anis e cravos, e leve ao forno moderado, em forma untada.

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



(13)
Receita de Pão de Mel Especial
Categoria: Doces - Docinhos / quitandas

Ingredientes:
2 xícara(s) (chá) de mel
2 colher(es) (sopa) de margarina Qualy Sadia
1 xícara(s) (chá) de açúcar União
1 xícara(s) (chá) de açúcar mascavo
1 colher(es) (chá) de canela-da-china em pó
1 colher(es) (chá) de cravo-da-índia em pó
1 colher(es) (chá) de café instantâneo granulado
1 colher(es) (sopa) de bicarbonato de sódio
1 xícara(s) (chá) de leite
1 xícara(s) (chá) de cerveja
1 dose(s) de conhaque
quanto baste de farinha de trigo
300 gr de chocolate ao leite para cobrir

Preparação:
Bata na batedeira o mel, a margarina e os dois açúcares (branco e mascavo). Bata até ficar bem branquinho. Continue batendo e adicione o restante dos ingredientes.
Acrescente o restante da farinha até obter uma massa que dê para abrir com rolo. Deixe a massa com uma textura macia.
Deixe descansar na geladeira por quatro horas.
Abra a massa e recorte com o cortador.
Coloque em assadeira untada e leve ao forno médio (180º) pré-aquecido.
Depois de frios, banhe com chocolate derretido branco ou preto conforme o seu gosto.
Dica:Depois de assados e frios você pode cortar o pão de mel ao meio e recheá-los com geléia ou ainda doce de leite.
Rendimento: 40 porções

http://www.moo.pt/receitas/receita/doces/pao_de_mel_especial/MIwYz45E8wr3Zfyg/



Receita de Pão de Mel Recheado com Doce de Leite
Categoria: Doces - Docinhos / quitandas

Ingredientes:
1 xícara(s) (chá) de açúcar União
1 xícara(s) (chá) de água
10 unidade(s) de cravo-da-índia
4 unidade(s) de canela em pau
4 colher(es) (sopa) de erva-doce
1 xícara(s) (chá) de mel
3 colher(es) (sopa) de chocolate em pó
1/2 xícara(s) (chá) de açúcar mascavo
4 xícara(s) (chá) de farinha de trigo
1 xícara(s) (chá) de leite quente
1 colher(es) (chá) de bicarbonato de sódio
quanto baste de doce de leite
quanto baste de chocolate ao leite para cobrir

Preparação:
Leve ao fogo o açúcar, a água, a erva-doce, o cravo da índia e a canela. Após ferver e deixar esfriar, coloque numa bacia e adicione o mel, o chocolate e o açúcar mascavo peneirados. Depois de misturar bem, coloque a farinha peneirada aos poucos e mexa. Por último, adicione o leite com o bicarbonato dissolvido. Despeje a massa numa fôrma untada e enfarinhada. Leve ao forno pré-aquecido, por cerca de 20 minutos. Corte no tamanho desejado, recheie com o doce de leite e passe no chocolate derretido.
Rendimento: 15 porções

http://www.moo.pt/receitas/receita/doces/pao_de_mel_recheado_com_doce_de_leite/rPDAuVOZWRKHIy9S/



(14)
TORTA AMERICANA DE MEL

Ingredientes: Para 8 pessoas
Para a massa:
120g de manteiga ou margarina
200g de mel
100g de açúcar mascavo
3 ovos
400g de farinha de trigo
1 colher(chá) de fermento em pó
2 colheres(chá) de canela
1 colher(chá) de gengibre
1 colher(chá) de cravo-da-índia moído
1 colher(chá) de casca de laranja ralada
100g de cidra cristalizada

Para a cobertura:
200g de açúcar de confeiteiro
2 colheres de água ou suco de laranja

Para a decoração:
Frutas cristalizadas

Preparo:
Bata a manteiga, o mel e todo o açúcar. Junte os ovos, um de cada vez, e continue batendo mais um pouco. Despeje a farinha peneirada com o fermento em pó.
Unte uma forma com manteiga, despeje a massa e leve para assar em forno quente durante 50 minutos, mais ou menos. A seguir prepare o glacê: bata o açúcar com água ou suco de laranja. Quando o bolo esfriar, cubra com glacê e enfeite com frutas cristalizadas.

http://www.sanmichele.com.br/receitas.asp



BOLO DE MEL ESPECIAL

Ingredientes:
1 xícara (chá) de mel,
1 xícara (chá) de leite em pó dissolvido,
1 xícara (chá) de água,
1 xícara (chá) de açúcar,
100 g de margarina,
2 ovos,
1 colher (chá) de canela em pó,
1/2 colher (chá) de noz moscada,
2 colheres (sopa) de chocolate em pó,
1 xícara (chá) de polvilho doce,
2 xícaras (chá) de farinha de trigo,
2 colheres (sopa) de fermento em pó,
1/2 colher (chá) de sal
Cobertura:
1 xícara (chá) de açúcar,
4 colheres (sopa) de leite,
2 colheres (sopa) de chocolate em pó,
1 colher (sopa) de margarina,
1/2 colher (chá) de baunilha

Modo de Fazer:
Coloque todos os ingredientes numa tigela e bata até a massa ficar uniforme (5 minutos em batedeira em velocidade média). Coloque em um tabuleiro untado e leve ao forno moderado (190ºC) por aproximadamente 30 minutos. Coloque todos os ingredientes da cobertura numa panela e leve ao fogo brando até formar uma calda uniforme e espalhe sobre o bolo assada. Depois de frio, corte em retângulos.
Rendimento: 18 a 20 porções

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm



(16)
GRANOLA

Ingredientes:
1 xícara (chá) de fibra de trigo,
1 xícara (chá) de aveia,
1 xícara (chá) de cevada,
1 xícara (chá) de centeio,
1/2 xícara (chá) de semente de girassol,
1/2 xícara (chá) de amendoim,
1/2 xícara (chá) de amêndoas,
1/2 xícara (chá) de avelã,
1/2 xícara (chá) de nozes,
1/2 xícara (chá) de castanha-do-Pará (ou de caju),
1 xícara (chá) de passas,
1 xícara (chá) de tâmaras,
1 xícara (chá) de ameixas,
1 xícara (chá) de damasco,
mel (o suficiente),
1 colher (sopa) de gergelim.

Modo de Fazer:
Misture muito bem a fibra de trigo, a aveia, a cevada e o centeio. Triture no liqüidificador a semente de girassol, amendoim, amêndoa, avelã, nozes e as castanhas-do-Pará e junte os a mistura anterior. Coloque o gergelim e misture tudo muito bem. Acrescente mel aos poucos, umedecendo com as mãos, até que a mistura esteja toda homogênea e bem regada com mel.

Coloque numa forma retangular alta, untada com margarina , e leve ao forno quente por aproximadamente 30 minutos, mexendo com uma colher de pau de 5 em 5 minutos dentro do forno, para que cozinhe e doure por igual. Retire do forno e continue virando com a colher de pau até esfriar, para que fique de aparência granulada, e não "embolada". Quando estiver totalmente fria, misture as passas, ameixas, tâmaras, damascos (tudo picado), e guarde em potes hermeticamente fechados. Use a granola pura, no leite, bolos, sorvetes, etc.

http://www.ufv.br/dbg/bee/doces.htm
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...